Judô

Primeiro dia de Troféu Brasil tem campeãs olímpicas no pódio e lutas de alto nível técnico na Arena Minas Tênis

53.V

Mayara Ananias/CBJ
Sarah Menezes foi campeã no 48kg e Rafaela Silva levou o bronze após desistir de combate na semifinal contra colega de time

Sarah Menezes foi campeã no 48kg e Rafaela Silva levou o bronze após desistir de combate na semifinal contra colega de time

O primeiro dia de disputas do Troféu Brasil Interclubes de Judô 2017 levou ao tatame da Arena Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, o judocas dos pesos Super Ligeiro, Ligeiro, Meio Leve e Leve numa longa jornada de grandes combates que começaram às 9h e terminaram por volta das 19h. Essa edição do evento reúne 449 atletas, entre eles jovens da nova geração e atletas consagrados, com as campeãs olímpicas Sarah Menezes e Rafaela Silva, que foram ao pódio neste sábado, 07.

Programação - Troféu Brasil 2017

Chaves - Troféu Brasil 2017

Fotos - Flickr CBJ

Ao todo, seis medalhistas olímpicos estão inscritos na competição: Ketleyn Quadros (63kg/Minas Tênis Clube), Sarah Menezes (48kg/AJEF), Rafaela Silva (57kg/Instituto Reação), Mayra Aguiar (78kg/Sogipa), Leandro Guilheiro (81kg/Pinheiros) e Rafael Silva "Baby" (+100kg/Pinheiros).

Buscando um retorno ao peso Ligeiro (48kg), Sarah fez o dever de casa e venceu todas as suas quatro lutas preliminares por ippon. Na final, emplacou quatro waza-aris contra a pinheirense Gabriela Chibana e levou o título do Troféu Brasil, competição que não disputava desde 2005.

"Tive uma excelente competição. Fiquei até surpreendida comigo mesma, porque vim de uma descida do 52kg para o 48kg, fiz uma dieta correta. Cheguei bem, me senti bem, leve e rápida na competição", avaliou a campeã olímpica de Londres 2012. "Fiz lutas duras com meninas novas e a minha final foi muito positiva para mim, porque consegui lutar, variei golpes, lutei contra uma atleta forte, a Gabriela Chibana, que também é da seleção e estamos disputando vaga. Agora, pretendo lutar o Brasileiro Sênior em novembro e aguardar os resultados dos exames que fiz com a CBJ para poder retornar ao 48kg."

Rafaela, por outro lado, protagonizou um momento de "solidariedade" a sua colega de time, Tamires Crude (57kg), quando desistiu do combate para que Crude tivesse a oportunidade de fazer a final do peso Leve contra Flavia Cruz, também do Reação. Na decisão, Tamires venceu Flavia por ippon e levou o bicampeonato do Troféu. Rafaela ficou com bronze depois que Manoela Costa (Sogipa) também desistiu do combate por causa de uma lesão no joelho. A novata Gabrielle Gonzaga (Sogipa), de 16 anos, completou o pódio com o bronze.

"Eu sabia que as meninas do Reação estavam vindo forte então eu optei por dar essa oportunidade para elas decidirem ali no tatame quem ia seguir na competição e tentar marcar alguns pontinhos para sair da Seletiva. Eu estou fazendo a minha parte de ajudar elas a crescerem também. Eu fui apoio da Ketleyn Quadros, então sempre que tem uma atleta forte na categoria faz todo mundo crescer junto", explicou a campeã olímpica do Rio 2016.

O período da manhã ainda teve o bicampeonato da meio-leve Milena Zaccani (Sogipa) em final emocionante contra a anfitriã Layana Colman (Minas), que havia passado na semifinal pela favorita Érika Miranda (Sogipa). Multimedalhista em Mundiais, Miranda ficou com o bronze ao lado de Eleudis Valentim (Pinheiros), campeã do Grand Prix de Zagreb no final de semana passado.

"Eu me machuquei no final do ano passado, lutei a seletiva olímpica com o joelho rompido, operei, me recuperei e voltei agora para o Troféu com mais motivação. Vim bem focada. É uma competição que eu gosto de lutar", comemorou Milena após o pódio.

Os donos da casa comemoraram na última categoria disputada pela manhã, quando Alex Pombo (Minas) imobilizou Lincoln Neves (São José dos Campos) até o ippon e conquistou o hexacampeonato do Troféu Brasil no peso Leve.

"Eu me preparei muito bem para esse Troféu Brasil pois sabia que a qualidade estaria bem alta, que ia ser uma competição bem forte e todos os atletas da seleção brasileira estariam presentes. O diferencial foi o foco e competir em casa, não precisar viajar, dormir na minha cama. Conquistei o meu sexto título e estou bem feliz com o meu desempenho", avaliou Pombo.

Segundo bloco de disputas definiu os campeões de mais quatro categorias à tarde

Na parte da tarde foram definidos os campeões dos pesos 44kg, 55kg, 60kg e 66kg.

Medalhista de bronze no último Mundial Juvenil, a rondoniense Amanda Arraes (NAEC) derrotou Thays Marinho (Minas) na decisão. Com apenas 17 anos, Amanda levou seu primeiro título de Troféu Brasil e foi a campeã mais jovem do evento neste sábado.

No Super Ligeiro masculino (55kg), o campeão foi o anfitrião Miquéias Valle, que superou Leonardo Santos.

No ligeiro (60kg), Eric Takabatake e Phelipe Pelim fizeram dobradinha pinheirense com Pelim no lugar mais alto do pódio depois que Eric desistiu de lutar a final.

Charles Chibana (66kg) foi implacável, vencendo cinco, de suas seis lutas por ippon para fechar o dia com chave de ouro para o Pinheiros, que lidera parcialmente o quadro de medalhas no geral e no masculino. O Instituo Reação lidera no feminino.

O Troféu Brasil Interclubes de Judô continua neste domingo, quando serão disputadas as categorias Meio Médio, Médio, Meio Pesado e Pesado.

Veja os resultados completos nos arquivos abaixo

- Resultado Final por Categoria
- Súmulas - 48kg, 52kg e 57kg
Súmula - 73kg
Súmulas - 44kg
Súmulas - 55kg
- Súmula - 60kg
Súmula - 66kg 
Quadro Geral de Medalhas

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias