Assembleia Extraordinária

Presidente Silvio Acácio participa de Assembleia Extraordinária do COB

504.V

CBJ
Dirigente representou a CBJ no encontro oficial com presidentes de Confederações nacionais na última quarta-feira, 11

Dirigente representou a CBJ no encontro oficial com presidentes de Confederações nacionais na última quarta-feira, 11

O presidente da Confederação Brasileira de Judô, Silvio Acácio Borges, representou a entidade na Assembleia Extraordinária do Comitê Olímpico do Brasil realizada na última quarta-feira, 11, na sede do COB, no Rio de Janeiro.
Na ocasião, Borges foi um dos presidentes sorteados para sentar à mesa ao lado de Paulo Wanderley Teixeira, que conduziu a Assembleia como presidente interino do COB. Foram sorteados seis dos 13 novos presidentes de Confederação eleitos neste ciclo.

"A importância deste ato ficou evidente através da mensagem passada pelo professor Paulo de que estes escolhidos representavam a nova fase à que se propõe o COB, de que o momento atual exige trabalho, vigor e, principalmente, transparência", comentou Borges.

O encontro reuniu 42 pessoas, entre presidentes das Confederações Brasileiras Olímpicas, membros eleitos na última eleição, membro do COI (Bernard Rajzman) e o representante dos atletas, o judoca Tiago Camilo, presidente da Comissão de Atletas do COB.

Essa Assembleia foi convocada para deliberar sobre a decisão do COI de suspender o COB e sobre o então pedido de afastamento da presidência feito por Nuzman no último sábado, 7.

Na reunião, Sérgio Mazzillo, advogado de Nuzman apresentou sua carta de renúncia à presidência do COB, bem como ao cargo de membro nato permanente da Assembleia. Com isso, o vice-presidente Paulo Wanderley assumiu a presidência, conforme rege o Estatuto da entidade.

"Não é o momento de apontar o dedo, é o momento de dar as mãos. Eu tenho convicção que vamos superar esse momento do esporte, que é difícil, não tenho de disfarçar nada. Tenho a oferecer trabalho, dedicação e exemplo", disse o novo presidente do COB em entrevista coletiva ao final da Assembleia.

Wanderley presidiu a CBJ de 2001 a 2017. Durante sua gestão, o Judô brasileiro conquistou 12 medalhas olímpicas, 30 em Campeonatos Mundiais Sênior e 47 em Mundiais da Base (sub 21 e sub 18).

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias