Judô

CBJ reúne Kodanshas brasileiros em tarde de reencontros e homenagens

70.V

Paulo Pinto/CBJ
I Encontro Nacional de Kodanshas levou cerca de 150 professores ao Clube Paineiras do Morumby, em São Paulo, nesse sábado, 18, em iniciativa inédita da CBJ com parceria da F.P.Judô

I Encontro Nacional de Kodanshas levou cerca de 150 professores ao Clube Paineiras do Morumby, em São Paulo, nesse sábado, 18, em iniciativa inédita da CBJ com parceria da F.P.Judô

Muitos dos grandes mestres do judô brasileiro reuniram-se nesse sábado, 18, na sede do Clube Paineiras do Morumby (SP), para o 1º Encontro Nacional de Kodanshas promovido pela Confederação Brasileira de Judô em parceria com a Federação Paulista de Judô. Cerca de 150 professores, ex-atletas e medalhistas olímpicos de todo o Brasil lotaram o auditório do Paineiras para uma tarde de reencontros e de uma rica troca de conhecimento.

Galeria de Fotos

"Esse evento tem uma importância muito grande, pois nos proporcionou rever os amigos antigos e, da mesma forma, fortalecer ainda mais o judô do Brasil", descreveu o faixa vermelha 9º dan, Yoshihiro Okano, de 79 anos, sendo 62 deles dedicados ao judô. "Os Kodanshas vão deixar muito legado para as gerações futuras e é neste tipo de encontro que podemos discutir que tipo de legado será este. O kodansha acaba sendo uma pessoa de referência para a sociedade e isso é uma honra muito grande."

Sob o comando do presidente Silvio Acácio Borges, o encontro começou com a cerimônia de posse da nova Comissão de Nacional de Graus da CBJ, formada por Denis Medeiros de Lima (PE), Aloísio da Costa Short Sobrinho (BA), Takeshi Miura (DF) e Michiharu Sogabe (SP), presidida pelo professor Icracir Rosa (SC).

Em seguida, os professores Shuhei Okano e Michiharu Sogabe ministraram palestras sobre "História, Filosofia e Pensamento do mestre Jigoro Kano" e sobre a "Conduta de um Kodansha".

"Judô é disciplina, respeito e educação", pontuou o sensei Okano, que distribuiu uma apostila com ensinamentos sobre o pensamento de Jigoro Kano, o fundador do Caminho Suave.

A segunda parte do encontro foi dedicada à apresentação da estrutura administrativa da CBJ. Cada um dos gestores e parceiros da entidade - Robnelson Ferreira (Executivo), Matheus Theotônio (Eventos), Renato Araújo (Financeiro), Marcelo Theotônio (Categorias de Base), Ney Wilson (Alto Rendimento), Manoela Penna (Comunicação) e Maurício Santos (Marketing) - explicaram as responsabilidades de seus respectivos departamentos na gestão da CBJ.
Entre os presentes estavam alguns dos professores mais graduados do país, como o recém-graduado 10º Dan, Massao Shinohara, Odair Borges, Paulo Duarte, Uichiro Umakakeba, além de velhos conhecidos do esporte, como os medalhistas olímpicos Aurélio Miguel, Rogério Sampaio, Luiz Onmura, Henrique Guimarães, Douglas Vieira, entre outros. As mulheres kodanshas foram representadas por pioneiras da modalidade como Soraia André, Nilza Guimarães e Solange Pessoa Vincki.

Paulo Wanderley é homenageado pela CBJ e Federações estaduais com promoção ao 8º Dan

O "grand finale" ficou a cargo da autoridade máxima do esporte brasileiro, Paulo Wanderley Teixeira, ex-presidente da CBJ e atual presidente do Comitê Olímpico do Brasil, que prestigiou o evento e recebeu uma homenagem surpresa de seus pares. Com mais de 40 anos dedicados ao judô, Paulo Wanderley recebeu o 8º Dan, promoção de grau solicitada por 25 presidentes de Federações estaduais presentes à última Assembleia Geral da CBJ.

"É uma honra muito grande receber essa graduação. Minha última graduação foi em 1997, há exatos 20 anos. Enquanto estive na CBJ fui sempre muito criterioso em relação à essa graduação pelo respeito que tenho à ela. Fico muito orgulhoso e, de certa forma, envaidecido por receber uma graduação tão alta. Muito obrigado a todos que participaram dessa honraria. Me sinto, realmente, lisonjeado", agradeceu, antes de elogiar a iniciativa do presidente Silvio Acácio de promover o encontro de Kodanshas. "Fiquei muito feliz de receber o convite para esse encontro. Tem gerações de professores aqui que foram meus contemporâneos e que vivenciaram o judô brasileiro comigo desde os anos 1970. Essa é uma forma de a CBJ reconhecer o mérito daqueles que constroem o judô brasileiro."

Orgulhoso, o presidente Silvio Acácio encerrou o encontro com um agradecimento especial e convidou todos os participantes para o jantar de confranternização.

"Me sinto muito feliz e realizado por estar tendo a oportunidade de liderar a CBJ neste momento histórico, de ter a parceria de todos aqui presentes e de poder fazer um pouquinho mais a cada dia pelo judô brasileiro."

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias