Judô

Grand Prix Nacional Feminino marca última edição do torneio em formato com divisão por gêneros

73.V

CBJ
Competição passará a ser disputada por equipes mistas a partir de 2018, nos moldes da prova que valerá medalha em Tóquio 2020

Competição passará a ser disputada por equipes mistas a partir de 2018, nos moldes da prova que valerá medalha em Tóquio 2020

No próximo final de semana, oito clubes brasileiros se enfrentarão no Centro Pan-Americano de Judô em busca do título da última edição do Grand Prix Nacional Interclubes Feminino de Judô. Depois de 12 anos com o formato por divisão de gêneros (feminino e masculino), o Grand Prix, a partir de 2018, passará a ser disputado por equipes mistas formadas por homens e mulheres, nos moldes da competição aprovada pelo Comitê Olímpico Internacional que valerá medalha nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Programação Oficial

"A Federação Internacional de Judô já fez os testes neste ano com competições por equipes mistas nos Campeonatos Mundiais das classes Sub 18, Sub 21 e Sênior. E nós resolvemos acompanhar essa tendência já visando à preparação dos nossos atletas para os Jogos Olímpicos de 2020. É uma mudança significativa com o objetivo de estimular a igualdade de gênero no esporte e a CBJ tem que apoiar isso. Estamos agora trabalhando em cima do regulamento do novo Grand Prix Misto para definir os critérios de participação das equipes para o ano que vem", explicou Matheus Theotônio, gestor nacional de Eventos.

Os clubes classificados para essa edição são o Instituto Reação, atual bicampeão; o Esporte Clube Pinheiros, campeão da primeira edição (2005); a Sogipa, bicampeã (2009 e 2010); o Grêmio Náutico União; a Associação Atlética Judô Futuro; o Palmeiras; o Jequiá; e o Minas Tênis Clube, maior campeão, com três títulos.

Entre as judocas pré-inscritas destacam-se grandes nomes do judô mundial, como a campeã olímpica Rafaela Silva, que defende o Reação; Kelteyn Quadros, também medalhista olímpica, que luta pelo Minas; a vice-campeã mundial, Maria Suelen Altheman, que neste ano defenderá o Pinheiros; e o trio sogipano liderado pela bicampeã mundial Mayra Aguiar ao lado de Érikia Miranda, Maria Portela, entre outras. Confira a lista completa das atletas pré-inscritas no GP Feminino.

CAMPEÕES - GRAND PRIX NACIONAL INTERCLUBES - FEMININO

MINAS TÊNIS CLUBE - 3 (2011, 2013 e 2014)
INSTITUTO REAÇÃO - 2 (2015 E 2016)
SOGIPA - 2 (2009 E 2010)
AD SÃO CAETANO - 2 (2006 E 2008)
FLAMENGO - 1 (2012)
PINHEIROS - 1 (2005)

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias