Goalball

Brasil inicia ciclo em busca de título do Campeonato das Américas de goalball

53.V

Washington Alves/CPB/MPIX
Brasil vibra com a conquista do bronze nos Jogos Paralímpicos Rio 2016

Brasil vibra com a conquista do bronze nos Jogos Paralímpicos Rio 2016

Pouco mais de um ano após o encerramento dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, no qual conquistou a medalha de bronze na categoria masculina, o goalball brasileiro vai iniciar a caminhada rumo a Tóquio 2020 em busca do título do Campeonato das Américas IBSA 2017, entre os dias 29 de novembro e 3 de dezembro, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo.

Anfitrião, o Brasil receberá em seus domínios as seleções da Argentina, Canadá, Costa Rica, México, Peru, Estados Unidos e Venezuela, e a expectativa é que a competição tenha a participação de 75 atletas, nas categorias feminina e masculina. No entanto, duas seleções só vão entrar na disputa para os homens, casos dos argentinos e venezuelanos.

Na última edição da competição, em Colorado Springs, nos Estados Unidos, o Brasil ficou com a prata, na categoria feminina, e o bronze, no masculino. Quatro anos depois o pensamento é continuar no pódio, mas dessa vez o objetivo é conseguir um lugar no degrau mais alto.

“Colocamos como meta a medalha de ouro. Esse foi o objetivo para este ano. Até pela posição que o Brasil se mantém. A gente sabe que esse Campeonato das Américas vai ser o mais difícil de todos os tempos. Eu acredito que Brasil, Estados Unidos e Canadá são os mais fortes sem sombra de dúvidas, porém, nossa grande diferença é o talento, a gente tem atletas extremamente talentosos. Jogo se decide dentro de quadra, a competição vai ser muito forte, não vai ser fácil, mas a nossa meta é sempre ganhar a medalha de ouro”, projetou o técnico da seleção masculina, Alessandro Tosim.

Medalhistas paralímpicos

O Campeonato das Américas IBSA de goalball terá a presença de 11 medalhistas dos Jogos Rio 2016. Os Estados Unidos contam com seis atletas, três em cada categoria. Os homens bateram na trave e ficaram com a prata, enquanto as mulheres levaram a melhor sobre o Brasil na disputa do bronze.

O seleto grupo de medalhistas tem ainda cinco jogadores do goalball masculino brasileiro, formado por Alex Souza, José Roberto Oliveira, Josemarcio Sousa, Leomon Moreno e Romário Marques. A seleção canarinho ficou com o terceiro lugar no Rio.

Fórmula de disputa

As oito seleções da categoria masculina foram dividas em dois grupos com quatro equipes cada. No Grupo A, o cabeça de chave é o Brasil, que terá a companhia de Argentina, Venezuela e Peru. A chave B foi composta por Estados Unidos, Canadá, Costa Rica e México.

As oito seleções têm vaga garantida nas quartas de final da competição, sendo assim, os jogos da fase de grupos vão decidir os confrontos. Os vencedores avançam para as semifinais e os vencedores decidem, no dia 3 de dezembro, o título da competição, Haverá ainda disputas para a definição do bronze, 5º e 7º lugares.

A corrida pelo título da categoria feminina tem seis seleções em grupo único, onde todas se enfrentam entre si. As quatro melhores se enfrentam nas semifinais (1º x 4º e 2º x 3º). Os vencedores fazem a partida que valerá o troféu de melhor das américas.

Confira a tabela completa: http://bit.ly/2A9RjuN

Download

www.cbdv.org.br
Tadeu Casqueira

Mais...

Buscas

Todas as notícias