Paralimpíadas Escolares

São Paulo vence as Paralimpíadas Escolares 2017 e leva o hexacampeonato

103.V

Alexandre Urch/CPB/MPIX

São Paulo conquistou, nesta sexta-feira, 24, o seu sexto título das Paralimpíadas Escolares. A 11ª edição da maior competição de jovens de esporte adaptado do mundo se encerrou hoje no Centro de Treinamento Paralímpico, na capital paulista. O Estado anfitrião sagrou-se pela terceira vez seguida campeão - já havia vencido em 2015 e 2016. É a primeira vez que alguém vence as Escolares em três anos seguidos (confira a lista completa dos vencedores abaixo).

Os paulistas fecharam o ranking geral com 458 pontos, puxados sobretudo pelas performances destacadas no atletismo, no goalball e na natação, em que conquistaram as maiores pontuações. A delegação de São Paulo contou, ao todo, com 119 atletas. A segunda posição foi para Santa Catarina, vencedor da edição de 2014 das Escolares, com 381 pontos. O carro-chefe do desempenho catarinense foi a bocha. Fechou o pódio a equipe do Distrito Federal, que acumulou 379 pontos - com boa atuação no basquete e no tênis em cadeira de rodas.

"As Paralimpíadas Escolares têm um papel fundamental na formação de jovens talentos e também no desenvolvimento do paradesporto no Brasil. É com grande satisfação que entregamos o troféu de campeão a São Paulo, um estado parceiro e que faz um grande trabalho não só esportivamente, mas também com as pessoas com deficiência. Parabéns a São Paulo e a todos os participantes de mais uma edição das Escolares", disse Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro.

A cerimônia de encerramento ainda contou com a entrega de kits de bocha e placares a todas as delegações. Os Estados foram simbolizados por Piauí, uma das Unidades da Federação que não haviam estado presentes na edição anterior do evento.

A Paralimpíada Escolar também marcou a apresentação de Tom como mascote oficial do Comitê Paralímpico Brasileiro. Sua primeira aparição ocorreu na abertura, em que acendeu a pira paralímpica. Durante os três dias de competição, Tom fez a alegria do público, com aparições nas arenas e fotos com as pessoas ao longo do CT Paralímpico.

Cerca de 900 atletas de 26 Estados mais o Distrito Federal estiveram em ação nas Paralimpíadas Escolares. Dez modalidades compuseram o programa da competição: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, futebol de 5, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas.

Desde suas primeiras versões, o evento revela talentos do paradesporto brasileiro. Os velocistas Alan Fonteles e Petrúcio Ferreira, a saltadora Lorena Spoladore, o nadador Matheus Rheine e o atleta do goalball Leomon Moreno, todos eles medalhistas em Jogos Paralímpicos e Mundiais, são alguns dos que despontaram na competição.

CAMPEÕES
2006 – São Paulo
2007 – Rio de Janeiro
2008 - Não houve
2009 – São Paulo
2010 – Rio de Janeiro
2011 – São Paulo
2012 – Rio de Janeiro
2013 – Rio de Janeiro
2014 – Santa Catarina
2015 – São Paulo
2016 – São Paulo
2017 - São Paulo

Patrocínio
As Paralimpíadas Escolares 2017 têm patrocínio das Loterias Caixa.

Assessoria de comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

www.cpb.org.br
Comitê Paralímpico Brasileiro

Mais...

Buscas

Todas as notícias