Tóquio 2020

Em visita ao Rio, ministro de Tóquio 2020 abre as portas para o Time Brasil

235.V

Alexandre Castello Branco/COB

Em visita ao Rio de Janeiro para conhecer as instalações que serviram aos Jogos Olímpicos Rio 2016 e o legado olímpico da cidade, o ministro encarregado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020, Shunichi Suzuki, abriu as portas das cidades japonesas para receber os atletas do Time Brasil na fase que antecederá os Jogos Olímpicos. A afirmação foi feita nesta terça-feira, dia 9, durante encontro com o presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley. Para Tóquio 2020, o COB definiu cinco bases de apoio para os atletas do Time Brasil nos treinamentos antes dos Jogos: Hamamatsu, Saitama, Sagamihara, Enoshima e Ota.

“Estamos empenhados em fazer a conexão entre os atletas brasileiros e as cidades que os receberão. Tenho certeza que essas cidades torcerão pelo Brasil nos Jogos Olímpicos. Para nós, os Jogos são também uma forma de agradecer a todos os países, inclusive o Brasil, pela ajuda de reconstrução de várias cidades após o tsunami. Queremos que as equipes brasileiras e de outros países visitem as áreas afetadas e vejam o trabalho de reconstrução do país”, afirmou Suzuki.

Ex-atleta faixa preta, técnico da Seleção Brasileira em Barcelona 1992 e presidente da Confederação Brasileira de Judô entre 2001 e 2017, Paulo Wanderley lembrou seus laços de amizade e respeito com o Japão, país em que o judô é esporte nacional, e ressaltou a importância da cooperação entre os dois países. “Assim como apoiamos o Comitê Olímpico do Japão na preparação para o Rio 2016, estamos recebendo total atenção das autoridades japonesas para que nossos atletas tenham as melhores condições na fase pré-Jogos e no período de aclimatação no Japão antes dos Jogos Olímpicos. A visita do ministro Shunichi Suzuki reforça essa parceria e nos dá a certeza de que nada faltará ao Time Brasil em Tóquio 2020”, afirmou Paulo Wanderley.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico Brasileiro

Mais...

Buscas

Todas as notícias