Rugby

Brasil vence jogos importantes e fica em sexto lugar no Punta Sevens

161.V

Marcos Harispe/Divulgação
Tupis superam Uruguai, EUA e a forte Irlanda na primeira etapa do Circuito Sul-Americano de Sevens

Tupis superam Uruguai, EUA e a forte Irlanda na primeira etapa do Circuito Sul-Americano de Sevens

A seleção brasileira masculina de rugby sevens conquistou o sexto lugar no Punta Sevens, disputado nesse fim de semana (6 e 7 de janeiro), na cidade uruguaia de Punta del Este. O resultado veio após a equipe vencer adversários importantes do cenário internacional do rugby, como Uruguai, Estados Unidos e Irlanda. Apesar das boas apresentações, os Tupis terminaram a primeira etapa do Circuito Sul-Americano da modalidade atrás do Chile e do próprio Uruguai, e agora precisará ficar à frente de ao menos um deles para garantir uma das duas vagas na próxima Copa do Mundo de Sevens, que será disputada neste ano em São Francisco, nos Estados Unidos. A segunda e derradeira etapa do Circuito será disputada no próximo fim de semana, dias 13 e 14 de janeiro, em Viña del Mar, no Chile.

"Tivemos orgulho enorme de ter participado do Punta Sevens, que comemorou 25 anos nessa edição. Nosso desempenho foi razoavelmente bom, nos mostramos um time forte, com possibilidades de sermos campeões do torneio, vencendo jogos contra alguns dos finalistas. Mas o rugby sevens é surpreendente e rápido, onde tudo pode acontecer. E infelizmente tivemos azar em um jogo na eliminatória que nos deixou para a disputa do quinto e sexto lugares”, disse Moisés Duque, capitão dos Tupis no torneio, que complementou: “agora vamos para Viña del Mar para melhorar nosso desempenho e buscar chegar na final, para tentarmos conquistar a vaga para a Copa do Mundo de Sevens”.

O Brasil foi a Punta del Este com um grande desafio de ficar entre os dois melhores entre os sul-americanos Colômbia, Chile, Paraguai e Uruguai, visando uma das duas vagas que o Circuito Sul-Americano dará à Copa do Mundo de Rugby Sevens. E os Tupis começaram o Punta Sevens surpreendendo, ao jogar de igual para igual com a França e perder por 26 a 20 no último lance, vencer o Uruguai por 17 a 12 e os Estados Unidos por 29 a 5, ficando assim com o primeiro lugar do seu grupo.

Os resultados da fase classificatória colocaram os brasileiros novamente diante dos franceses, e a equipe uma vez mais fez bom jogo, principalmente no primeiro tempo, mas acabou derrotada por 28 a 12. Na etapa seguinte os Tupis pegaram a tradicional seleção irlandesa, uma potência europeia, e não fizeram feio ao vencer por 17 a 12 mesmo tendo ficando parte do primeiro tempo com um atleta a menos, após cartão amarelo.

Na última partida do Punta Sevens, que valia o quinto lugar, o físico pesou contra e os Tupis acabaram caindo para a Alemanha por 24 a 12, resultado que deixou a equipe em sexto lugar, com 10 pontos, atrás do vice-campeão Chile, com 19, e do quarto colocado Uruguai, com 15 pontos ganhos.

Apesar de agora precisar ficar a frente de ao menos um desses adversários e tirar a diferença de pontos na segunda etapa do Circuito Sul-Americano, em Viña del Mar, o saldo para os comandados de Jake Mangin foi bastante positivo, uma vez que o Brasil em todas as partidas jogou de igual para igual na parte técnica contra fortes adversários, e que algumas seleções adversárias possuem atletas que participam de ligas mais fortes do que as que temos por aqui, como é o caso da França, da Irlanda e do Uruguai.

No Viña Sevens o Brasil caiu no grupo A, contra a fortíssima África do Sul, Irlanda e Paraguai. No grupo B estão Chile, Alemanha, Argentina e Canadá, enquanto no C estão França, Uruguai, Colômbia e Estados Unidos. Vale lembrar que a edição 2018 do Circuito Sul-Americano de Rugby Sevens é disputado em duas etapas e conta com a participação de diversas seleções de elite do rugby mundial.

Fonte: CBRu

www.cob.org.br
Comitê Olímpico Brasileiro

Mais...

Buscas

Todas as notícias