Curling

Brasil faz desafio inédito contra o Canadá no Curling

139.V

Divulgação/ CBDG
Seleção brasileira enfrenta a maior potência da modalidade no America’s Challenge, a partir desta quinta-feira, dia 11

Seleção brasileira enfrenta a maior potência da modalidade no America’s Challenge, a partir desta quinta-feira, dia 11

Pela primeira vez, a seleção brasileira de Curling irá enfrentar o país que é a principal potência da modalidade. A partir desta quinta-feira, 11, Brasil e Canadá duelam no America’s Challenge de 2018, uma série melhor de cinco partidas que será disputada em London, na província canadense de Ontário. O confronto de abertura está marcado para as 22h de Brasília.

Os jogos serão realizados no mesmo local e simultaneamente à disputa da Copa Continental, evento que reúne as melhores equipes da América do Norte, Europa e Ásia. A expectativa é de que um público de cerca de 20 mil pessoas acompanhe as partidas nas arquibancadas.

“Apesar de já termos participado de vários Campeonatos Mundiais de Duplas e de Equipes Mistas, creio que esta será a maior exposição que o curling brasileiro jamais teve”, afirma Marcelo Mello, o experiente skip (capitão) da equipe brasileira.

O America’s Challenge é um confronto de até cinco jogos e vence quem obtiver três vitórias. O campeão do desafio conquista a segunda vaga do continente americano no Mundial Masculino de Curling de 2018, que acontecerá em Las Vegas, nos Estados Unidos, de 31 de março a 8 de abril.

É a quinta vez que o Brasil participa do America’s Challenge — enfrentou os Estados Unidos em 2009, 2010, 2015 e 2017. Já o Canadá faz sua estreia. O país domina a modalidade, com 36 títulos em 59 edições do Mundial Masculino. Normalmente, tem vaga garantida no Mundial por ser o líder do ranking. Porém, este ano os norte-americanos detêm a cota reservada ao continente por serem a sede do evento.

Assim, o Canadá foi desafiado pela seleção brasileira, que vai para o confronto com o mesmo time de 2017. Os canadenses serão representados pela equipe do lendário Glenn Howard, de 55 anos, considerado um dos maiores jogadores de curling da história, com quatro títulos mundiais (1987, 1993, 2007 e 2012).

O curling é um dos esportes mais populares dos Jogos Olímpicos de Inverno. A disputa consiste no lançamento de pedras até o alvo do outro lado da pista. Para alterar a velocidade de deslocamento da pedra, os atletas usam vassouras a fim de diminuir o atrito com o gelo. As partidas por equipes são disputadas em dez ends (períodos) e cada time lança oito pedras cada. A cada end, as pedras mais próximas do centro do alvo valem pontos. No fim, vence quem tiver somado mais pontos no jogo.

Calendário de jogos do America’s Challenge (horário de Brasília):

Jogo 1: 11 de janeiro de 2018, às 22h
Jogo 2: 12 de janeiro de 2018, às 17h30
Jogo 3: 12 de janeiro de 2018, às 22h
Jogo 4: 13 de janeiro de 2018, às 17h30 (se necessário)
Jogo 5: 13 de janeiro de 2018, às 22h (se necessário)

Escalações das duas equipes para o America’s Challenge 2018:

Brasil: Filipe Nunes (lead), Marcio Cerquinho (second), Scott McMullan (vice-skip) e Marcelo Mello (skip). Técnico: Chad McMullan
Canadá: Scott Howard (lead), David Mathers (second), Adam Spencer (vice-skip) e Glenn Howard (skip). Técnico: Richard Hart

Fonte: CBDG

www.cob.org.br
Comitê Olímpico Brasileiro

Mais...

Buscas

Todas as notícias