Goalball

Brasil conhece adversários do Campeonato Mundial de goalball da Suécia

61.V

Leandro Martins/CPB/MPIX
Carol é uma das referências da seleção brasileira feminina

Carol é uma das referências da seleção brasileira feminina

O Brasil conheceu na manhã desta quinta-feira, 11, os adversários que terá pela frente na primeira fase do Campeonato Mundial de goalball, na cidade de Malmo, Suécia, de 3 a 8 de junho. Na última edição da competição, o selecionado masculino brasileiro sagrou-se campeão, enquanto as meninas ficaram em quinto lugar.

O sorteio aconteceu na cidade sede do evento com transmissão ao vivo pela internet na página oficial da competição (clique para acessar). A disputa masculina terá 16 equipes e a feminina 12 participantes. Elas foram divididas em dois grupos, nas suas respectivas categorias.

Os três primeiros colocados dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 não entraram no sorteio e foram direto para os grupos da categoria masculina. O Brasil, por ter conquistado o bronze, caiu na chave B ao lado dos EUA, vice-campeões. Além dos americanos, a seleção canarinho vai encarar na primeira fase o Canadá, Alemanha, Irã, Egito, República Tcheca e Japão. Já a atual campeã paralímpica, Lituânia, ficou como cabeça de chave do Grupo A e vai ter a companhia de Argélia, China, Bélgica, Argentina, Suécia, Austrália e Turquia.

“O que a gente tem que analisar é a competição de forma geral. Todas as equipes são muito fortes. Tem uma Alemanha que está chegando forte com esses garotos. Canadá e EUA que a gente já conhece. O Japão por ser o país sede da próxima Paralimpíada. A República Tcheca que vem com um novo treinador, e não sabemos ainda quem foi anunciado. Então, todas as equipes são fortes, o que a gente precisa é se preparar para enfrenta-los. Já estamos fazendo análise de algumas equipes do Mundial pegando alguns jogos do Campeonato Europeu e vamos preparar a equipe para que a gente possa ter um grande desempenho no Mundial. E hoje nós somos uma equipe muito forte, madura dentro de quadra, então o que precisa é fazer todas as ações que vão ser treinadas durante a competição”, analisou o técnico Alessandro Tosim, que busca o bicampeonato.

Quinta colocada no Mundial de 2014, a seleção feminina vem de bons resultados nos últimos anos e pode sonhar com uma medalha. O Brasil ficou no pote 5 do sorteio e caiu no Grupo D com China, EUA, Argélia, Canadá e Grécia. A chave C foi formada com Turquia, Rússia, Japão, Austrália, Israel e Suécia.

“É uma chave forte, com a presença da China, e dos EUA e Canadá, pois as duas demonstraram muito equilíbrio conosco no Campeonato das Américas. É uma competição que todo mundo se prepara muito bem e já querem a vaga para Tóquio. Por isso, a necessidade de fazermos uma boa preparação, objetivando fazer bons jogos e conquistar já a vaga”, projetou o técnico Dailton Nascimento.

O Campeonato Mundial de goalball vale vaga nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 e vai garantir as três primeiras colocadas de cada categoria na principal competição do paradesporto. E para garantir o título e a vaga antecipada, o Brasil se prepara para alcançar os objetivos. Serão cinco fases de treinamento e a disputa da Malmo Intercup, como evento preparatório.

Mais informações sobre o Campeonato Mundial: http://bit.ly/2AQ3z2j

Download

www.cbdv.org.br
Tadeu Casqueira

Mais...

Buscas

Todas as notícias