Esqui alpino

Michel Macedo chega a vila Olímpica e disputará quatro provas de esqui alpino em PyeongChang

53.V

Cob
Brasileiro será o primeiro a estrear nos Jogos de Inverno 2018, no dia 13

Brasileiro será o primeiro a estrear nos Jogos de Inverno 2018, no dia 13

Aos poucos a delegação brasileira que disputará os Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018 ganha forma. Michel Macedo, do esqui alpino, chegou à Vila Olímpica na noite da sexta-feira, dia 2. Antes dele, apenas a equipe de bobsled dera entrada na Vila. Michel, de 19 anos, disputará sua primeira edição dos Jogos Olímpicos de Inverno e será o primeiro brasileiro a competir, na prova de Combinado, no dia 13, antes de participar de outras três provas. Natural de Fortaleza e residente de Oregon (EUA), o atleta foi Top 15 no Super G nos Jogos Olímpicos da Juventude Lillehammer 2016.

Mesmo com a participação em uma edição da Juventude, o atleta se disse impressionado com a estrutura dos Jogos Olímpicos para adultos. “Aqui o atleta tem tudo o que pode precisa. É tudo muito grande, com uma infraestrutura absurda. Fiquei muito impressionado”, disse Michel. “A ficha ainda está caindo. Tenho a responsabilidade de representar um país inteiro. Vou dar o meu máximo para representar bem o Brasil para que no futuro a gente possa ter uma equipe inteira de esqui alpino nos Jogos Olímpicos”, disse o esquiador.

Michel se destaca desde as categorias de base. Morando nos Estados Unidos, o atleta já subiu ao pódio em 9 provas internacionais e, no último ano, quebrou 4 dos 5 recordes brasileiros da modalidade, se mostrando o atleta mais versátil e completo da história da modalidade no Brasil. Além do Combinado, que soma os tempos de uma descida de Super G com uma de Slalom, em PyeongChang Michel disputará o Super G (dia 15), o Slalom Gigante (18) e o Slalom (22). O Super G é uma prova de velocidade, enquanto Slalom Gigante e Slalom são provas técnicas.

A quantidade de provas não assusta o atleta brasileiro. “Terei um ou dois dias entre as competições. Então vai dar tempo para recuperar e me preparar entre uma prova e outra”, disse Michel. “Slalom e Slalom Gigante são provas mais técnicas, de grande dificuldade. Historicamente tenho bons resultados no Super G e isso me deixa muito animado para essa prova. Mas eu acho que o meu melhor resultado será no Combinado. Como a prova mistura uma descida de velocidade com uma técnica, penso que tenho as características e o preparo físico para essa prova”, completou o jovem esquiador brasileiro.

O Brasil disputará os Jogos Olímpicos de Inverno PyeongChang 2018 com uma delegação formada por nove atletas e um reserva no bobsled. Além de Michel Macedo, a delegação brasileira será formada por Isadora Williams (patinação artística); Edson Bindilatti, Odirlei Pessoni, Rafael Souza, Edson Martins e o reserva Erick Vianna (bobsled); Jaqueline Mourão e Victor Santos (esqui cross country); e Isabel Clark (snowboard). O Chefe da Missão Brasileira é o presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN), Stefano Arnhold.

www.cob.org.br
COB

Mais...

Buscas

Todas as notícias