Judô

Brasil tem sétimo lugar de Victor Penalber no último dia do Grand Slam de Paris

18.V

Maryna Mayorova/IJF
Brasileiro caiu na repescagem para número um do mundo, Frank De Wit, da Holanda

Brasileiro caiu na repescagem para número um do mundo, Frank De Wit, da Holanda

O judô brasileiro encerrou neste domingo, 11, sua participação no Grand Slam de Paris com um sétimo lugar do meio-médio Victor Penalber. O melhor resultado do país na competição, que é uma das etapas mais concorridas do Circuito Mundial da FIJ, foi o quinto lugar de Phelipe Pelim no peso Ligeiro, no sábado. A próxima competição da seleção principal será o Grand Slam de Dusseldorf, na Alemanha, nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro.

Penalber começou bem com vitória por ippon sobre o português João Martinho. Em seguida, forçou três punições ao tunisiano Abdelaziz Ben Ammar para avançar às quartas-de-final, onde enfrentou o japonês Sotaro Fujiwara. Tático, o brasileiro controlou a luta no tempo normal e foi para o golden score com dois shidos de vantagem. No segundo minuto do tempo extra, Victor conseguiu uma projeção, o árbitro central assinalou waza-ari, mas o árbitro de vídeo retirou a pontuação. Quando a luta retornou, Fujiwara contra-atacou e conseguiu projetar Penalber para avançar à semifinal.

Na repescagem pela disputa de bronze, o brasileiro foi superado pelo holandês Frank de Wit, atual número um do Ranking Mundial da FIJ, e terminou com o sétimo lugar.

Leandro Guilheiro (81kg), Eduardo Bettoni (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Samanta Soares (78kg), Rochele Nunes (+78kg) e Camila Yamakawa (+78kg) também lutaram neste domingo, mas não avançaram em suas chaves.

A seleção brasileira permanecerá na França para um período de treinos com os atletas que participaram do Grand Slam até a próxima quinta-feira, quando retornarão ao Brasil.

www.cbj.com.br
CBJ

Mais...

Buscas

Todas as notícias