Tênis de mesa

Hugo Calderano faz história, vence número um do mundo e vai às quartas do Aberto do Qatar

88.V

Hussein Sayed/ ITTF

O mesatenista Hugo Calderano venceu nesta sexta-feira (9) o atual número um do mundo, o alemão Timo Boll, por 4 sets a 1 (11/9, 11/9, 11/8, 7/11, 12/10), pelas oitavas de final do Aberto do Qatar. A competição é uma etapa Platinum do Circuito Mundial, equivalente a um grand slam do tênis.

Esta foi a maior vitória da carreira de Hugo, atual 15º do mundo - até então, o rival melhor ranqueado que já havia superado era o sétimo colocado Wong Chun Ting, de Hong Kong, no mês passado, durante a Copa do Mundo por equipes. O carioca de 21 anos já havia superado Boll em outra oportunidade, há quatro anos, em confronto válido pela Liga Alemã de tênis de mesa. Na ocasião, o alemão era o nono da lista.

Nas quartas de final, Hugo terá pela frente o japonês Tomokazu Harimoto (12º do mundo). A partida está marcada para as 10h30 (de Brasília) deste sábado (10). Se avançar, o brasileiro disputará às 14h30 a semifinal, contra o vencedor da partida entre o chinês Lin Gaoyuan (4º) ou Wong Chun Ting (6º), de Hong Kong.

Antes de superar Boll, Hugo já havia vencido na véspera o sul-coreano Lim Jonghoon por 4 a 1 (11/1, 11/7, 11/9, 11/13, 11/5), pela primeira rodada da chave principal.

Grande momento

Hugo vive um grande momento na sua carreira. Em janeiro, já havia conquistado a medalha de bronze no Aberto da Hungria, primeira etapa do Circuito Mundial 2018. No mês passado, chegou à 15ª colocação do ranking mundial, a melhor de um latino-americano em todos os tempos. Na sequência, conduziu o Brasil às quartas de final da Copa do Mundo por equipes, com uma vitória sobre Hong Kong na fase grupos.

Outros feitos da trajetória do carioca incluem a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2014, o ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015 e o nono lugar na Rio 2016, melhor resultado olímpico da história do país no tênis de mesa. Além disso, Hugo já acumula dez medalhas no Circuito Mundial: quatro ouros, três pratas e três bronzes.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias