Judô

Bruna Silva e Yanka Pascoalino ficam em sétimo lugar no Grand Prix de Tbilisi

373.V

CBJ
Esses foram os melhores resultados do Brasil no segundo dia de disputas na Geórgia. Mais 4 atletas lutam neste domingo

Esses foram os melhores resultados do Brasil no segundo dia de disputas na Geórgia. Mais 4 atletas lutam neste domingo

Os melhores resultados do Brasil no segundo dia do Grand Prix de Tbilisi, na Geórgia, foram os sétimos lugares de Bruna Silva (70kg) e Yanka Pascoalino (63kg). Ambas venceram suas primeiras lutas, mas caíram nas quartas-de-final e na repescagem, repesctivamente, e não avançaram às disputas por medalhas.

Bruna, que tem apenas 19 anos e fez sua estreia no Circuito Mundial Sênior neste sábado, começou vencendo a suíça Alina Lengweiller por ippon nas oitavas-de-final (veja o vídeo). Nas quartas, ela enfrentou a francesa Marie-Éve Gahié, uma das principais judocas da categoria, conseguiu abrir uma vantagem de um waza-ari, mas foi projetada por ippon pela francesa, que terminou com o título da competição. Na queda, a brasileira sentiu o tornozelo direito e não voltou para a disputa da repescagem. Ela será avaliada pela comissão técnica da CBJ nos próximos dias.

No 63kg, Yanka Pascoalino estreou com vitória por ippon (três punições) sobre a russa Sofya Matatova, mas encarou uma pedreira nas quartas-de-final, a atual campeã mundial Clarisse Agbegnenou, da França, que jogou a brasileira por waza-ari e a imobilizou na sequência até o ippon. Clarisse terminou com o ouro em Tbilisi, e Yanka ficou com o sétimo após cair na repescagem por um waza-ari frente a britânica Lubjana Piovesana.

Na mesma categoria, Alexia Castilhos levou três punições na estreia contra Lucy Renshall, da Grã Bretanha.

Mesmo desempenho dos dois representantes do judô masculino, Jeferson Santos Júnior e David Lima, ambos pesos Leve (73kg). Jeferson não passou pelo italiano Giovanni Esposito (ippon) e David parou no iraniano Mohammad Mohammadi (waza-ari).

As disputas continuam neste domingo com mais quatro brasileiros lutando por medalhas: Gustavo Assis e Rafael Macedo, no peso Médio (90kg); Leonardo Gonçalves (100kg), e Jonas Inocêncio, no peso Pesado (+100kg).

Até o momento, o Brasil tem uma prata de Daniel Cargnin (66kg) e um bronze de Sarah Menezes (48kg).

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias