Judô

Ana Belém fatura ouro e judô brasileiro fecha Gymnasíde 2018 em primeiro lugar

36.V

Judô Rio
Foram oito ouros e seis pratas ao todo para os brasileiros na competição. Antes de Belém, Judô Rio já havia faturado dois ouros com Thainá e Thayane Lemos e duas pratas com Yuri Santos e Bruno Ramos

Foram oito ouros e seis pratas ao todo para os brasileiros na competição. Antes de Belém, Judô Rio já havia faturado dois ouros com Thainá e Thayane Lemos e duas pratas com Yuri Santos e Bruno Ramos

O Brasil brilhou na competição de judô da Gymnasíade Marrocos 2018 que terminou neste domingo, em Marraquexe. E o Judô Rio contribuiu e muito para o excelente desempenho. Os judocas brasileiros faturaram oito ouros e seis pratas, sendo que três ouros e duas pratas vieram dos judocas do Rio de Janeiro. Quem fechou a conta foi Anna Belém dos Santos (+70kg/Santa Mônica Centro Educacional) que manteve a boa fase e venceu as três lutas dela na competição – contra Marine Grandim (FRA), Salma Tahori (MAR) e Li-Mei Yang (TPE) – por ippon no último dia do torneio de judô no Salão Coberto ZERKTOUNI.

No sábado, foi a vez das irmãs Thainá Oliveira (52kg/ Colégio Estadual Dom Walmor) e Thayane Oliveira (57kg/ Colégio Estadual Dom Walmor) conquistarem o ouro. Thainá venceu Zalikatou Hassane Abdou, do Níger, Nihal Bouchekif, da Argélia, Amal Fadili, do Marrocos, e Lou-Ann Masson, da França, para ficar na primeira colocação. Já Thayane teve um caminho mais curto até o ouro: vitórias sobre Chuan Tang Yu-Yen (TPE), Ekaterina Kholodiaeva (RUS) e Rachida Chaa (ALG).

Ainda no sábado, Bruno Ramos (73kg/Santa Mônica Centro Educacional) venceu Zhang Haowu (CHN) e Zakaria El Halloui (MAR) mas foi derrotado na decisão por Artem Bubyr (UKR). Na sexta, Yuri Santos (50kg/Santa Mônica Centro Educacional) conquistou a prata ao vencer o romeno Andrei Anghel e ser derrotado na decisão pelo francês Driss Masson-Jbilou. Além dos atletas, o Judô Rio está representado pelo técnico Marcelo “Moskão” Gomes, também do Santa Mônica Centro Educacional.

Resultados Gymnasiade Marrocos 2018

O judô contou com 98 atletas de 15 países. Ao todo, a 17ª edição da Gymnasiade tem mais de três mil atletas de 58 países que vão disputar 16 modalidades, entre elas esportes tradicionais como atletismo, natação, tênis, ginástica e esgrima e outras como surfe e karatê que acabaram de virar modalidades olímpicas e o xadrez, muito comum nos eventos escolares.

Na última edição realizada em Trabzon, na Turquia, no ano passado, os brasileiros foram destaque não só na classificação geral, mas também como a maior delegação participante do evento. Em 2016, o Brasil subiu ao mais alto patamar do mundo conquistando o 1º lugar geral em medalhas no evento.

A primeira vez que a Gymnasiade aconteceu foi em 1974 na cidade de Wiesbaden na Alemanha. De lá para cá foram 16 edições do evento, que em 2013 foi realizado no Brasil. O evento é organizado pela Federação Internacional do Esporte Escolar (ISF, na sigla em inglês).

www.judorio.org
Judo Rio

Mais...

Buscas

Todas as notícias