Judô

Brasil conquista quatro medalhas no último dia do Grand Prix de Hohhot, na China

191.V

Gabriela Sabau/IJF
Mayra Aguiar foi prata, enquanto Samanta Soares, Maria Suelen Altheman e Rafael Silva ficaram com o bronze neste domingo, 27

Mayra Aguiar foi prata, enquanto Samanta Soares, Maria Suelen Altheman e Rafael Silva ficaram com o bronze neste domingo, 27

O judô brasileiro conquistou neste domingo, 27, quatro medalhas no Grand Prix de Hohhot, fechando a competição com uma prata, três bronzes e quatro quintos colocados. Mayra Aguiar (78kg) ficou com a prata, enquanto Samanta Soares (78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Rafael Silva (+100kg) conquistaram o bronze. A competição marcou a abertura oficial da classificação olímpica para os Jogos de Tóquio 2020.

Veja aqui os vídeos de todas as lutas.

Em grande forma, Mayra enfileirou adversárias nas preliminares vencendo Oyungerel Amarsaikhan (MGL), Zhenzhao Ma (CHI) e Sama Hawa Camara (FRA), todas por ippon. A decisão pelo ouro foi uma reedição da semifinal do último campeonato mundial contra a japonesa Ruika Sato que, desta vez, levou a melhor projetando a brasileira por ippon. Em três competições nesta temporada, Mayra acumula três medalhas: duas pratas e um bronze. E é a atual líder do Ranking Mundial.

Samanta Soares garantiu a dobradinha brasileira no pódio do meio-pesado feminino ao lado de Mayra depois de vencer a disputa de bronze com a sul-coreana Yujin Park por waza-ari. Antes disso, Samanta chegou à semifinal vencendo Giorgia Stangherlin (ITA) e Karen Stevenson (NED), por ippon, mas perdeu na semi para a Sato.

Os outros bronzes vieram com os pesos pesados Maria Suelen Altheman e Rafael Silva "Baby". Suelen caiu nas quartas para a chinesa Yan Wang, mas recuperou-se com ippon na repescagem sobre Jiaqi Li, também da China, e bateu a francesa Anne Bairo por ippon na disputa pela medalha.

Baby foi o melhor de sua chave, vencendo Zarko Culum (SRB) e Roy Meyer (NED) para chegar à semifinal, onde parou no mongol Duurenbayar Ulziibayar. Na luta pelo bronze, o brasileiro projetou o iraniano Javad Mahjoub por ippon no golden score e garantiu seu segundo pódio internacional consecutivo depois de ser bronze também no Grand Slam de Ecaterimburgo, na Rússia.

Além dos quatro medalhistas, o Brasil foi representado também por David Moura (+100kg), Rafael Buzacarini (100kg) e Eduardo Bettoni (90kg), que não avançaram às disputas por medalhas neste domingo.

Buzacarini ficou em sétimo lugar, parando na repescagem diante do japonês Daiki Nishiyama, que terminou com um dos bronzes do meio-pesado masculino.

Bettoni foi superado na primeira luta pelo canadense Zachary Burt, e David Moura parou no campeão olímpico mongol, Tuvshinbayar Naidan, que terminou com o título do Grand Prix de Hohhot no pesado masculino.

No próximo dia 05 de junho a seleção se reapresenta e embarcará para um período de treinos no Japão nas cidades de Hamamatsu e Tóquio.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias