Judô

Hugo Calderano encerra participação no Aberto da China

156.V

Divulgação ITTF
Brasileiro foi superado pelo britânico Liam Pichtford em sua partida de estreia no torneio

Brasileiro foi superado pelo britânico Liam Pichtford em sua partida de estreia no torneio

Infelizmente Hugo Calderano teve participação curta no Aberto da China, disputado na cidade de Shenzhen, no sul do país. No primeiro jogo da fase principal do torneio, nível Platinum do Circuito Mundial, ele foi superado pelo britânico Liam Pitchford, 58º do mundo, pelo placar de 4 sets a 1, parciais de 11/8, 11/7, 13/11, 10/12 e 11/6. O evento vai até o dia 3, domingo.

O jogo

Depois de perder a primeira parcial, Hugo veio com tudo no segundo set. Chegou a abrir 6 a 3, mas perdeu pontos seguidos e Pichtford venceu novamente, pressionando o brasileiro.

O terceiro set foi equilibradíssimo. Hugo perdia por 10 a 7 quando aplicou a virada, mas o britânico salvou um set point e revirou o marcador, fechando o placar com 13 a 11.

Hugo se viu em desvantagem novamente na quarta parcial, mas não se entregou. Depois de estar perdendo por 8 a 4, virou o jogo e fechou o set no segundo set point ao qual teve direito.

A reação, no entanto, foi contida por Pichtford no quinto set, no qual o britânico dominou o marcador do início ao fim até dar números finais ao duelo.

“Infelizmente, o Hugo não conseguiu mais um bom desempenho nessa competição. No final, teve várias oportunidades, mas não fechou na hora certa. O Hugo teve dificuldades para sair do jogo curto e poucas opções para dar pressão no adversário. Ele não se sentiu muito bem na mesa, faltou energia e mesmo com muita vontade, não foi suficiente para vencer o Pitchford”, explicou o técnico Jean-René Mounie, deixando claro os efeitos do fim de uma desgastante temporada.

Calendário

A fera brasileira, que ocupa o 11º lugar do ranking mundial, ainda não está de férias. Entre os dias 15 e 17 de junho, Hugo disputa a Copa Pan-Americana, em Assunção, no Paraguai. Depois disso, um período de descanso de aproximadamente 10 dias até o retorno à Alemanha, onde mora o atleta, para reiniciar os treinamentos visando às competições do segundo semestre.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias