Cochabamba 2018

Time Brasil conquista 40 medalhas nesta quarta-feira, dia 6, em Cochabamba 2018

124.V

.
Natália Gáudio e Bárbara Domingos fazem dobradinha brasileira no individual geral na GR

Natália Gáudio e Bárbara Domingos fazem dobradinha brasileira no individual geral na GR

O Time Brasil deu um verdadeiro show de conquistas nos Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018 nesta quarta-feira, dia 6. Ao todo, os atletas brasileiros conquistaram 40 medalhas, sendo 20 de ouro, 8 de prata e 12 de bronze. Do título da seleção brasileira masculina de handebol, que derrotou a Argentina na final, ao ouro do medalhista olímpico Maicon Siqueira no taekwondo, passando pela consagração de Natália Gáudio no individual geral da ginástica rítmica, a delegação brasileira mostrou que ainda tem gás de sobra para a reta final da competição.

Formada por 316 atletas, a delegação do Brasil é apenas a sétima em tamanho entre as 14 que disputam os Jogos. O objetivo principal traçado pelo Comitê Olímpico do Brasil para a equipe é a classificação para os Jogos Pan-americanos Lima 2019, além de dar rodagem aos jovens talentos do Brasil. Por isso poucas modalidades trouxeram seus atletas mais experientes a Cochabamba. Mesmo assim, o Brasil está brilhando e alcançando o pódio em quase todas as modalidades.

Um bom exemplo da mescla de juventude e experiencia pode ser visto na ginástica rítmica. A olímpica Natália Gáudio conquistou, nesta quarta-feira, o título individual geral da modalidade. Com essa medalha, a capixaba chegou a quatro nos Jogos, todas de ouro, só perdendo para a nadadora Gabrielle Roncatto, também do Brasil, o título de maior medalhista dos Jogos até agora (quatro de ouro e uma de prata). Ao seu lado no pódio do individual geral, uma jovem de apenas 18 anos, Bárbara Domingos, que chegou a sua quarta medalha, sendo uma de ouro e três de prata.

“Essa é minha segunda edição de Jogos Sul-americanos e em Santiago 2014 eu fui medalhista de prata no individual geral. Agora eu conquistei o título geral e mais três medalhas por aparelho. É maravilhoso, para mim uma realização. Esse é o resultado de todo esforço, todo trabalho, todo o suor que a gente dedica à ginástica rítmica. Uma dobradinha brasileira, ouro e prata, é um motivo para comemorar muito”, disse Gaudio, de 25 anos.

“Eu ainda estou sem reação com essas medalhas todas. Agora é trabalhar mais e mais para a gente melhorar a ginástica do Brasil. Essas medalhas são para todas as pessoas que me ajudaram a estar aqui”, disse Bárbara, que até o ano passado disputava os Jogos Escolares da Juventude, competição organizada pelo COB e maior celeiro de atletas olímpicos do Brasil.

Com as quarenta medalhas conquistadas nesta quarta-feira, o Brasil terminou o dia com 176 medalhas nos Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018, sendo 78 de ouro, 47 de prata e 51 de bronze.

Os XI Jogos Sul-americanos Cochabamba 2018 serão realizados até a próxima sexta-feira, dia 8.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias