Vôlei de Praia

Evandro/Vitor Felipe leva a prata, e Ágatha/Duda fica com bronze em Varsóvia, na Polônia

84.V

Divulgação/FIVB
Brasileiros subiram mais uma vez ao pódio no Circuito Mundial de vôlei de praia

Brasileiros subiram mais uma vez ao pódio no Circuito Mundial de vôlei de praia

O Brasil subiu mais uma vez ao pódio do Circuito Mundial de vôlei de praia 2018. Neste domingo, dia 1º, pela disputa da etapa quatro estrelas de Varsóvia, na Polônia, Evandro e Vitor Felipe (RJ/PB) ficaram com a prata ao serem superados pelos donos da casa Losiak/Kantor. No feminino, Ágatha e Duda (PR/SE) conquistaram o bronze ao vencerem as norte-americanas Hochevar e Claes.

Com as conquistas deste domingo, as duplas brasileiras somam agora 19 medalhas no Circuito Mundial de vôlei de praia 2018, sendo oito de ouro, sete de prata e quatro de bronze (veja a lista completa abaixo). O próximo desafio do Brasil pelo tour internacional acontece já na próxima semana, de 4 a 8 de julho, com a etapa quatro estrelas de Espinho, em Portugal.

Evandro e Vitor Felipe começaram bem e salvaram quatro set points no primeiro set para vencerem, mas acabaram sofrendo a virada para os poloneses Losiak e Kantor, que jogaram empurrados pela torcida: 2 sets a 1 (27/29, 21/13, 15/12), em 55 minutos de duração. É a segunda medalha internacional conquistada pelo time, que havia jogado junto entre 2013 e 2014 e somava um ouro no Grand Slam da Alemanha, em 2013.

"Estamos muito felizes, claro que queríamos o ouro, mas pensando como um todo, é tudo muito recente. Temos muito a evoluir, muito trabalho para ser feito, coisas para melhorar. E no segundo torneio juntos, termos um resultado como esse, é algo muito bom. Demonstra que estamos no caminho certo", declarou Vitor Felipe, que completou.

"Temos muita confiança um no outro, nos conhecemos bem e isso está ajudando muito dentro de quadra. Os fundamentos de passe e levantamento estão bem ajustados, nosso sistema defensivo também está bem equilibrado. Era o time da casa, apoiado pela torcida, em uma temperatura bastante baixa e com muito vento. E mesmo assim tivemos um bom desempenho, poderia ter sido vencido por qualquer equipe".

A campanha do carioca e do paraibano em Varsóvia contou com cinco vitórias, todas por 2 sets a 0, e apenas o revés da final. Eles somam 720 pontos no ranking geral do Circuito Mundial 2018, além de cerca de R$ 58 mil em prêmios pela conquista da medalha de prata. O bronze no naipe masculino ficou com os letões Samoilovs e Smedins, que venceram os holandeses Brouwer/Meeuwsen por 2 sets a 1.

Feminino

Ágatha e Duda se recuperaram do revés na semifinal e entraram com tudo para a disputa do bronze. Elas dominaram a partida desde o início, vencendo as norte-americanas Kelly Claes e Brittany Hochevar por 2 sets a 0 (21/17, 21/18), em 32 minutos. A medalha de ouro da etapa polonesa ficou com as canadenses Bansley e Wilkerson, que superaram na final as alemãs Julia Sude e Chantal Laboureur por 2 sets a 0.

Em 16 etapas internacionais juntas, Ágatha e Duda somam agora oito medalhas, duas de ouro, duas de prata e quatro de bronze. Nesta temporada, elas já haviam conquistado o título na etapa brasileira disputada em Itapema (SC), em maio.

A medalha de bronze rende para Ágatha e Duda 640 pontos no ranking do Circuito Mundial 2018. Atualmente a dupla aparece na quinta posição, mas subirá mais na lista com os pontos da etapa polonesa. Elas também recebem cerca de R$ 37 mil em prêmios pelo desempenho.

Varsóvia é a sexta etapa do nível quatro estrelas de oito em disputa na temporada 2018. Desde 2017, a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) classifica os torneios de uma a cinco estrelas, de acordo com a premiação e o número de pontos que oferecem. O campeonato na Polônia rende 800 pontos aos campeões, além de uma premiação de cerca de R$ 75 mil.

O Circuito Mundial retorna à Polônia pela 15ª temporada consecutiva, tendo recebido 31 eventos anteriores, incluindo dois eventos somente para mulheres em Varsóvia durante as temporadas de 2006, quando as chinesas Tian e Wang venceram, e em 2007, quando as medalhistas olímpicas Juliana e Larissa foram campeãs.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias