Hipismo

Pedro Veniss com Quabri de L’Isle arremata o 3º lugar no GP Rolex no CHIO Aachen 2018

61.V

Protected by Copyright

O GP Rolex, a 1.60 metro, nesse domingo, 22/7, encerrou em grande estilo o CHIO5* Aachen 2018, meca do hipismo mundial na Alemanha. Para o Brasil, o resultado foi excelente. Perante 40 mil pessoas, a dupla olímpica do Brasil Pedro Veniss com Quabri de L’Isle conquistou o 3º posto. Dos 40 conjuntos, cinco conjuntos com duplo zero nas duas passagens habilitaram-se ao desempate idealizado pelo alemão Frank Rothenberger na corrida pela premiação de 1 milhão de euros.

Para alegria dos donos da casa, o cavaleiro olímpico alemão Marcus Ehning com Pret A Tout faturou o título sem faltas no excelente tempo de 38s34, a fatia de 330 mil euros da premiação e o bicampeonato no GP após um hiato de 12 anos. Ao todo o evento reuniu nada menos 362 mil espectadores durante 10 dias de competição em todas as modalidades.

Pedro e seu Quabri fecharam com percurso perfeito sem faltas em 41s62. Em 2017, o medalhista pan-americano e cavaleiro olímpico Pedro, 35, e Quabri chegaram a Aachen após vitória no GP Rolex em Genebra em dezembro de 2016, podendo garantir a segunda vitória no Rolex Grand Slam (Genebra, Aachen e Calgary). Mas uma contusão tirou a dupla da competição. "Sempre foi um sonho para mim competir em Aachen e ano passado ficamos de fora do GP. Então hoje eu estou realmente muito feliz", declarou Pedro que montando Quabri está entre os fortes candidatos a defender o Time Brasil nos Jogos Equestres Mundiais 2018, em setembro nos EUA.

Última a largar, a amazona paulista que defende Portugal Luciana Diniz com sua égua craque Fit for Fun zerou em 40s96 conquistando o vice-campeonato consecutivo 2017/2018. Os outros dois conjuntos habilitados ao desempate o irlandês Darragh Kenny com Babalou 41 e o campeão olímpico suíço Steve Guerdat com Bianca, acabaram cometendo 12 pontos (3 faltas) em 42s12 e 44s05, conquistando, respectivamente, a 4ª e 5ª colocação.

Montando Ibelle van de Grote Haart, o brasileiro Yuri Mansur que também fez sua estreia em um GP em Aachen fechou as duas voltas com 13 pontos perdidos na 13ª colocação. Em 18/7, Yuri apresentou Vitiki, garanhão de 10 anos que vinha de importantes conquistas no circuito top internacional, no Prêmio Turkish Airlinze Prize Europe, a 1.50 metro. Após belíssimo percurso limpo na 1ª passagem, a dupla sofreu uma queda na recepção de um salto. Vitiki deixou a pista de ambulância e passou por uma cirurgia no boleto. O cavaleiro seguiu competindo com sucesso em outras provas, especialmente, na Youngster Cup (para cavalos novos), na qual garantiu um 8º e um 1º lugar com a égua Havana M, de criação nacional.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias

Publicidade
  • Judocam 300x250 - Pai, invista...
  • Aulas
  • PARA ABENÇOAR

Outras notícias...