Tênis

Thiago Monteiro bate favorito ex-top 10 e vai às quartas no ATP 500 de Hamburgo

42.V

Carolin Thiersch
O número 1 do Brasil e 146 do mundo superou o experiente espanhol Fernando Verdasco, 33º colocado, oitavo favorito, por 2 sets a 1

O número 1 do Brasil e 146 do mundo superou o experiente espanhol Fernando Verdasco, 33º colocado, oitavo favorito, por 2 sets a 1

O brasileiro Thiago Monteiro segue embalado no saibro de Hamburgo, na Alemanha, e alcançou, nesta quarta-feira, vaga nas quartas de final do forte torneio ATP 500 com premiação de 1,6 milhão de euros.

O número 1 do Brasil e 146 do mundo superou o experiente espanhol Fernando Verdasco, 33º colocado, oitavo favorito, por 2 sets a 1 de virada com parciais de 3/6, 6/2 e 7/5, após 2h12. Esta é a segunda vitória sobre um top 40 e ex-top 10 na semana - na terça-feira ele bateu Gilles Simon, 39º colocado, por 7/6 (2) e 6/2.

"Foi um jogo extremamente duro, já sabia que seria assim, um rival bem complicado, experiente, está há muito tempo no circuito, condições bem quentes, mas é uma vitória que dá bastante confiança. É me preparar bem para jogar bem na sexta-feira e quem sabe avançar às semifinais", disse o tenista que havia perdido para Verdasco em Buenos Aires, na Argentina, em fevereiro.

O atleta da Tennis Route soma sua terceira vitória sobre um top 50 no ano e sobre um ex-top 10. Em fevereiro ele fez semifinal no ATP 250 de Quito, no Equador, batendo Gael Monfils, então 43º colocado. Ele soma mais duas vitórias sobre jogadores do top 40 contra Gilles Simon em Gstaad, na Suíça, então 30º colocado, e sobre o 9º do mundo, Jo Tsonga, no Rio Open, ambos em 2016.

Monteiro repete o resultado de 2017 do Rio Open onde fez quartas em um torneio ATP 500 e busca sua primeira semi deste nível de evento contra o eslovaco Josef Kovalik, 113º e que o derrotou na final do qualifying em Hamburgo por 6/3 3/6 6/0 no domingo.

Agora o cearense busca sua primeira semi deste nível de evento contra o eslovaco Josef Kovalik, 113º e que o derrotou na final do qualifying em Hamburgo por 6/3 3/6 6/0 no domingo. Ele entrou como lucky-loser.

"É uma segunda chance. Kovalik também vem fazendo uma grande semana. Objetivo número 1 é manter o que tenho feito, manter firme, sólido, motivado, cabeça motivada o tempo inteiro. Sabemos como jogar contra ele, é ser forte mentalmente, competitivo o tempo inteiro para buscar a vitória. Ele joga plano, bater na linha da cintura, vou tentar variar bem as bolas para deixá-lo desconfortável nas trocas de bola. Venho sacando bem e preciso manter o nível do meu serviço variando bastante", ressaltou.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias