Judô

Brasil vai participar de Copa do Mundo de judô paralímpico no Cazaquistão

39.V

Tadeu Casqueira/CBDV
Lúcia Araújo subiu de peso neste ciclo e já está entre as cinco melhores do ranking

Lúcia Araújo subiu de peso neste ciclo e já está entre as cinco melhores do ranking

A Seleção Brasileira de judô paralímpico vai encarar mais um desafio internacional este ano. A próxima parada será na cidade de Atyrau, no Cazaquistão, nos dias 9 e 10 de setembro, para a disputa da Copa do Mundo IBSA. A delegação do Brasil será composta por seis integrantes, sendo quatro atletas e dois técnicos.

Sob o comando dos treinadores Alexandre Garcia e Jaime Bragança, Lúcia Araújo (-63kg), do CESEC-SP, Rebeca Silva (+70kg), da APADV-SP, Antônio Tenório (-100kg), do CESEC-SP, e Wilians Araújo (+100kg), da CEIBC-RJ, serão os representantes brasileiros. Os quatro atletas estão entre os seis melhores atletas do Ranking Mundial em suas respectivas categorias e esperam garantir mais alguns pontos que serão valiosos na luta pela vaga nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Serão dois dias de competição. E logo no primeiro, três brasileiros vão entrar no tatame. Rebeca Silva, Antônio Tenório e Wilians Araújo. Já no segunda dia, será a vez de Lúcia Araújo representar o país.

A delegação brasileira embarca no dia 5 de setembro para o Cazaquistão e retorna no dia 13. Após as competições os atletas terão dois dias de treinamento com judocas de outros países. Confira a programação completa:

05/09 - embarque para Atyrau
08/09 - pesagem
09/09 - 1º dia de competição (-48kg, -52kg, +70, -60kg, -66kg, -100kg e +100kg)
10/09 - 2º dia de competição (-57kg, -63kg, -70, -73kg, -81kg e -90kg)
11/09 - Treinamento
12/09 - Treinamento
13/09 - Retorno ao Brasil

Patrocínio e apoio ao esporte

Com o patrocínio da Infraero desde 2009, o judô paralímpico brasileiro conta com recursos oriundos desta parceria, fundamentais na execução das fases de treinamento, realização das duas etapas do Grand Prix, intercâmbios dos atletas da seleção, contratação de profissionais para a equipe multidisciplinar, além de atender outros projetos importantes para o crescimento da modalidade no país.

www.cbdv.org.br
Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais

Mais...

Buscas

Todas as notícias