Judô

Autoridades da CBJ, Embaixada do Japão, Kodokan do Brasil e FCJ visitam projetos sociais de judô em escolas públicas de Blumenau

32.V

.
Presidente Silvio Acácio Borges e Matheus Theotônio, gestor de eventos nacionais, representaram a CBJ na ação. Cidade catarinense receberá disputas do Campeonato Brasileiro Sub-15 de Judô neste final de semana

Presidente Silvio Acácio Borges e Matheus Theotônio, gestor de eventos nacionais, representaram a CBJ na ação. Cidade catarinense receberá disputas do Campeonato Brasileiro Sub-15 de Judô neste final de semana

A programação oficial do Campeonato Brasileiro Sub-15 de judô começou nesta quinta-feira, 30, com uma ação especial em escolas públicas de Blumenau que utilizam o judô como ferramenta educacional e de transformação social. Autoridades da CBJ, da Embaixada do Japão no Brasil, do Instituto Kodokan do Brasil e da Federação Catarinense de Judô foram recebidos pelo prefeito local, Mario Hildebandt, e visitaram três escolas municipais para conhecer projetos sociais e incentivar seus professores e alunos.

A ação foi uma iniciativa da CBJ através da Gestão de Eventos Nacionais, que é liderada pelo gestor Matheus Theotônio, com o objetivo de valorizar ações sociais e conhecer o trabalho dos professores brasileiros que participaram do programa Sport For Tomorrow, em 2017.

O catarinense Ademir Schultz Júnior foi um dos técnicos contemplados pelo programa do governo japonês, que levou sete brasileiros para um intercâmbio no Japão, na Universidade de Tsukuba, referência em judô. Nessa quinta, ele teve a oportunidade de apresentar às autoridades que viabilizaram sua ida ao Japão projetos de judô em três escolas da rede pública de ensino de Blumenau, sua cidade natal.

A comitiva passou pelos projetos FMD Blumenau, dos professores Leonardo Lima e Gerson Welter; Cematepca, dos professores Cândida Garcia e Michael Pinheiro; e no CSU Pró-Família, do professor Cleiton Bonato.

Atualmente, a prefeitura de Blumenau mantém oito polos de judô em escolas da rede municipal atendendo a 450 estudantes num projeto que começou em 2005, de acordo com a Secretaria de Educação do município.

"O governo do Japão, o Ministério do Esporte do Brasil, a CBJ e o Instituto Kodokan do Brasil estão trabalhando juntos para promover e introduzir o judô nas escolas públicas aqui no Brasil. Fiquei muito feliz em conhecer esses projetos e ver tantas pessoas praticando judô em Blumenau. Estão todos de parabéns", comentou Hisayoshi Muto, primeiro secretário da Embaixada do Japão no Brasil.

"Nós somos muito gratos ao Japão por ter oportunizado a ida dos professores brasileiros ao berço do judô. O melhor de tudo isso é vermos que este trabalho já está dando frutos, como esses projetos que visitamos em Blumenau", pontuou Silvio Acácio Borges, presidente da CBJ.

Além do presidente Silvio, do prefeito Hildebrandt e do secretário Muto, participaram da visita às escolas o gestor de Eventos Nacionais da CBJ, Matheus Theotônio; o presidente da FCJ, Moisés Penso; Takanori Sekine, presidente do Kodokan do Brasil; Roberto Mitio Harada, diretor do Kodokan do Brasil; representantes da secretaria de educação de Blumenau; e o professor Uichiro Umakakeba.

Técnico formador de grandes nomes do judô brasileiro, como o medalhista olímpico Tiago Camilo, sensei Umakakeba conversou com os alunos e lembrou que o judô vai além do esporte.

"Eu sempre achei que era impossível aprender judô com aulas uma vez só por semana. Mas, depois dessa experiência no Japão, eu vi que é possível, sim. Porque judô é muito mais que competição. Judô é educação. Judô ensina valores morais, a não ser mentiroso, respeitar os pais, respeitar o amigo, o sensei. Isso você leva para vida."

As atividades continuarão nesta sexta-feira, com um treinamento dirigido pelos técnicos contemplados pelo programa Sport For Tomorrow no Ginásio Galegão, que receberá as disputas do Campeonato Brasileiro Sub-15 de judô neste final de semana.

- O programa de Intercâmbio Brasil-Japão

O programa oferece sete vagas para professores brasileiros de judô no curso de aprimoramento técnico-didático na conceituada Universidade de Tsukuba, no Japão. Em 2018, os professores selecionados foram André Fernandes Chaves Filho (Minas Gerais), Emerson Soares (Rio Grande do Norte), Érico Vinícius Souza Matos Velloso (Bahia), Expedito de Melo Rosa Falcão Filho (Piauí), Marcos Rogério Marcelino de Souza (São Paulo), Miguel Augusto Kuse (Rio Grande do Sul) e Rodrigo Bardasson da Rocha (Rio de Janeiro). As aulas terão duração de quatro semanas, de 15 de setembro a 14 de outubro deste ano.

Essa será a segunda turma de brasileiros no programa. Em 2017, os professores Uichiro Umakakeba, Joseph Guilherme, Ademir Shultz Júnior, Raphael Luiz Silva, Renato Yoshio Ikegawa, Leonardo Lara e Rafael Borges integraram a primeira turma que viajou a Tsukuba para participar do "Discovery Camp: Tomorrow's Friends Programme."

A partir de pesquisas desenvolvidas por meio da Universidade de Tsukuba e do Instituto Kodokan, os profissionais voltaram do Japão com a missão de propor uma adequação no modelo observado na grade curricular brasileira e apresentar uma proposta curricular para aulas do Caminho Suave nas escolas públicas.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias