Basquete

Brasil sofre virada nos segundos finais e é vice-campeão sul-americano feminino de basquete

30.V

Divulgação CBB
Seleção argentina termina campeã da competição disputada em Tunja, na Colômbia

Seleção argentina termina campeã da competição disputada em Tunja, na Colômbia

A seleção brasileira feminina de basquete ficou com o vice-campeonato no Sul-americano Adulto 2018 ao ser superada pela Argentina, nesta terça-feira, dia 4, por 65 a 64 (20 a 32 no primeiro tempo), em um duelo final emocionante, disputado no Coliseo Cubierto San Antonio, em Tunja, na Colômbia.

O Brasil começou bem a partida, dificultando a ofensiva argentina, com uma marcação apertada e atacando com tranquilidade, ou seja, rodando a bola para escolher a melhor opção de definição. Com isso, logo passou a comandar o marcador, abrindo vantagem na sequência (08 a 17 – primeiro quarto).

O segundo período começou em ritmo mais lento, com a Argentina tentando baixar a diferença, mas logo a Seleção Brasileira igualou as ações e ficou ligeiramente na frente. Posteriormente, a partida viveu um momento de insucessos não forçados para os dois lados. Desta forma, o Brasil manteve a sua vantagem (12 a 15 – segundo quarto).

A volta do intervalo foi favorável à Argentina, que aproveitou a desconcentração do Brasil para diminuir a vantagem e encostar. Na parte final do quarto, no entanto, o selecionado nacional converteu algumas bolas importantes para seguir no comando do placar (22 a 16 – terceiro quarto).

O quarto final começou equilibrado, com as duas equipes rendendo o mesmo, nos acertos e nos erros. A Argentina manteve a sua tentativa de recuperação, mas o Brasil conseguiu se segurar no comando do marcador. Nos minutos finais, no entanto, a seleção argentina encostou e a virada se concretizou nos últimos segundos, através de um lance livre convertido pela armadora Greter (23 a 16 – quarto final).

“Sabemos que o caminho é longo e que temos que trabalhar muito, cada jogadora em seu clube ou individualmente, para continuarmos dando o nosso melhor. Não há motivos para arrependimentos, pois temos muita força para seguir lutando, uma vez que tem muita gente trabalhando em prol do nosso crescimento, por isso, vamos seguir o nosso caminho para chegarmos forte no próximo ano”, comentou a pivô Clarissa dos Santos.

“Quero cumprimentar a comissão técnica e o grupo pelo vice-campeonato, abrindo bem este novo ciclo. Foi gratificante ver as jogadoras se doando ao máximo em quadra, todas orgulhosas por representar o Brasil internacionalmente; jogando com muita garra, determinação, companheirismo e espírito coletivo”, comentou Guy Peixoto Jr, presidente da Confederação Brasileira de Basketball (CBB).

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias