Judô

Maria Portela (70kg) e Rafael Macedo (90kg) param nas preliminares do Mundial e retornam ao tatame na quinta-feira, 27, para disputa por equipes

23.V

Rodolfo Vilela/ rededoesporte.gov.br
Portela venceu polonesa na estreia, mas caiu para vice-campeã mundial nas oitavas, enquanto Macedo foi superado por grego na primeira luta

Portela venceu polonesa na estreia, mas caiu para vice-campeã mundial nas oitavas, enquanto Macedo foi superado por grego na primeira luta

Os pesos médios brasileiros Maria Portela (70kg) e Rafael Macedo (90kg) representaram o Brasil no Campeonato Mundial de Baku, no Azerbaijão, na madrugada desta segunda-feira, 24, mas não avançaram ao bloco final de disputas. Portela parou nas oitavas diante da atual vice-campeã mundial, Maria Pérez, de Porto Rico, e Macedo ficou na primeira luta diante do grego Theodoro Tselidis. Os dois retornarão à National Gymnastics Arena na próxima quinta-feira, 27, para o Mundial Por Equipes Mistas.

Maria Portela (70kg) chegou ao Mundial pela primeira vez como líder do ranking mundial de sua categoria após bons resultados nesta temporada.

Ela se impôs diante da polonesa Daria Pogorzelec na estreia, vencendo o combate por ippon e, com isso, avançou às oitavas-de-final, onde encontrou Maria Perez, de Porto Rico.

No retrospecto do confronto, a brasileira tinha duas vitórias contra uma da portorriquenha. Em Baku, Pérez conseguiu empatar o duelo pan-americano ao encaixar o golpe perfeito e projetar Portela por ippon para avançar às quartas-de-final do Mundial.

"Eu estava bem preparada para evoluir na competição. Ela acertou e, infelizmente, eu caí de ippon. Esse ano eu tive bons resultados e acredito que o trabalho que vem sendo feito está no caminho certo. No judô, infelizmente, acontece esse tipo de situação. Não é o que a gente espera, pelo tanto que a gente se prepara, mas temos que aceitar. O que foi possível para eu fazer, eu fiz e vou continuar batalhando. Um dos meus objetivos continua sendo medalha num Campeonato Mundial", disse Portela.

Já Macedo, não conseguiu superar Theodoro Tselidis, que luta pela Grécia, mas é natural da Geórgia. Em sua estreia em Campeonatos Mundiais adultos, o brasileiro foi surpreendido pelo grego e sofreu um waza-ari que o impediu de seguir na chave.

"Eu conhecia o adversário, já tinha lutado com ele. É forte, esperto. Eu até estava me sentindo, mas ele acabou me surpreendendo ali naquela enroscada. Depois tentei buscar a luta, mas, defensivamente, ele conseguiu se proteger bem dos meus ataques", explicou Macedo ao sair do tatame. "Tenho muito no que melhorar em termos do que eu quero e espero alcançar. É levantar a cabeça agora, continuar trabalhando duro que ainda tem muito pela frente."

O Mundial de Baku continua nesta terça-feira, 25, e o Brasil será representado apenas por Mayra Aguiar, que tentará defender seu segundo título mundial conquistado em Budapeste, no ano passado.

Até o momento, o Brasil conquistou um bronze, com Érika Miranda (52kg), dois quintos, com Jéssica Pereira (52kg) e Daniel Cargnin (66kg), além do sétimo lugar de Eric Takabatake (60kg).

No último dia de disputas individuais, a seleção terá quatro chances com os pesados Rafael Silva "Baby", David Moura, Maria Suelen Altheman e Beatriz Souza.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias