Judô

Confrontos definidos - Veja as chaves do Campeonato Brasileiro Sênior de Judô 2018

40.V

.
Competição começa nesta terça-feira, 09, e definirá os líderes do Ranking Nacional Sênior

Competição começa nesta terça-feira, 09, e definirá os líderes do Ranking Nacional Sênior

O Campeonato Brasileiro Sênior de Judô, última etapa do Ranking Nacional Sênior da CBJ, começa nesta terça-feira, 09, com a participação de 291 atletas de 26 seleções estaduais. As disputas serão no Centro Pan-Americano de Judô, em Lauro de Freitas, na Bahia, com início a partir das 9h (horário de Brasília).

Nesta segunda, o sorteio das chaves das 16 categorias de peso definiu os primeiros confrontos dos judocas em busca do título nacional e de uma vaga na seleção principal 2019, já que os líderes do Ranking ao final do Brasileiro estarão diretamente classificados para a equipe nacional que representará o Brasil no Circuito Mundial da FIJ no ano que vem.

CLIQUE AQUI e veja as chaves sorteadas.

Antes do sorteio, os árbitros FIJ A André Mariano e Edison Minakawa, coordenador nacional de arbitragem, conversaram com os técnicos que atuarão no evento, tirando dúvidas sobre diversos aplicações da regra de competição, da checagem de judogui ao comportamento dos treinadores na cadeira ao lado do shiai-jo.

Em seguida, Matheus Theotônio, gestor de Eventos Nacionais da CBJ, apresentou a estrutura do evento, como a logística de transporte, programação, sistema de disputa e o sorteio das chaves em si.

O presidente da Federação Metropolitana de Judô (DF), Luiz Gonzaga Filho, também integrou a mesa de honra durante o sorteio.

Programação

Os combates foram divididos em dois dias. Na terça, os judocas de todas as categorias vão ao tatame para as disputas preliminares, incluindo semifinais e repescagens. As disputas por medalhas (bronzes e finais) serão na quarta-feira, 10, também para todas as categorias. Os combates pelo título nacional serão transmitidos ao vivo pelos canais ESPN e SporTV a partir das 12h (horário de Brasília).

Em 2017, os estados que lideraram os quadros de medalhas foram São Paulo, no naipe masculino, e Rio Grande do Sul, no feminino. Os gaúchos contam com um reforço de peso nesta edição com a participação da bicampeã mundial e medalhista olímpica Mayra Aguiar.

"A gente veio com uma equipe bem forte, não só pela Mayra. Ela dá um peso bem significativo na equipe, mas temos atletas número um do ranking, como a Alexia Castilhos, o retorno da Nathália Brígida, que está tentando buscar seu espaço depois de cirurgia. Então, estamos com uma equipe bem homogênea, principalmente, no feminino e a chance de um bom resultado existe, mas na hora da competição várias coisas acontecem. Se a gente conseguir confirmar a expectativa a chance de brigarmos pelo título é bem forte", avaliou Daniel Pires, técnico da Sogipa e da delegação da Federação Gaúcha de Judô.

A seleção do Rio também é um dos destaques desse Brasileiro e apostou em força máxima com as campeãs olímpicas Sarah Menezes (48kg) e Rafaela Silva (57kg) para buscar o título geral da competição.

"A presença dos atletas da seleção é muito motivante para os outros da nossa equipe e traz confiança para todo mundo. Temos duas campeãs olímpicas e atleta medalhista em mundial - Victor, Rafaela e Sarah - que, graças ao novo regulamento da CBJ se motivaram a participar. O Rio vem, aos poucos retomando sua posição e a gente acha que com a equipe que a gente conseguiu formar esse ano a gente vem para brigar pelo topo tanto no feminino, quanto no masculino", projeta André Silva, técnico do Instituto Reação e da Federação de Judô do Rio de Janeiro (FJERJ) neste Brasileiro.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias