Tiro Esportivo

Geraldo Rosenthal encerra Brasileiro de Tiro Esportivo, no Rio, com quatro ouros

53.V

Marco Antônio Teixeirinha/MPIX/CPB

O Campeonato Brasileiro de Tiro Esportivo terminou neste domingo, 2, no Centro Militar de Tiro Esportivo, em Deodoro, no Rio de Janeiro, e o gaúcho Geraldo Rosenthal foi o destaque da competição com quatro medalhas de ouro em três dias de disputas. Os principais atiradores do país, 40 atletas de seis Estados (Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo), participaram dos três dias de disputas que se encerrou na manhã deste domingo, 2. O Brasileiro de Tiro Esportivo encerrou o calendário nacional da modalidade.

Cerca de R$ 40 mil foram distribuídos como prêmios para os campões de cada prova, clubes campeões (número de medalhas de ouro), clubes fomentadores (total de medalhas) e para recordistas. Esta é a primeira vez o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), distribui tal premiação, como aconteceu no Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de atletismo, natação, esgrima em cadeira de rodas e halterofilismo. No somatório das cinco modalidade em que o CPB atua como confederação, foram distribuídos cerca de RS 330 mil em prêmios neste ano.

Para faturar a premiação como campeão da prova, o atleta precisava atingir o MQS (índice mínimo qualificatório) exigido no regulamento da competição. Desta forma, Geraldo faturou R$ 3 mil reais. O maior valor entregue foi para Alexandre Galgani, R$ 4 mil. Sendo R$ 3 mil como campeão das provas que disputou e R$ 1 mil pelo recorde brasileiro na prova R5 – carabina de ar posição deitado misto SH2.

Geraldo Rosenthal (ASASEPODE-RS) disputou quatro provas: P1 - Pistola de ar 10m, P5 - Pistola standard mista 10m, P3 – Pistola mista 25m, P4 – Pistola 50m. Todas na categoria SH1. O esportista conquistou a medalha de ouro em todas as provas e de acordo com o regulamento ganhou a premiação em dinheiro destinada ao campeão nas três provas que obteve o MQS (índice qualificatório).

“O Campeonato Brasileiro foi bom, consegui alcançar três MQS e faturei a premiação em dinheiro que irá ajudar nos gastos com as armas e treinamentos. A premiação é uma forma de valorizar o trabalho dos atletas. Em uma das provas fiquei a poucos pontos de um recorde das Américas. Com o fim da temporada tirarei 15 dias de férias nas festas de fim de ano e em janeiro voltarei forte aos treinos para ir bem nas próximas competições, especialmente as internacionais”, disse o atleta que tem má formação congênita na mão direita e músculos do peitoral chamada síndrome de Poland.

Rosenthal compete no tiro esportivo desde 2007 e no próximo ano disputará os Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019, no Peru. Esta será a primeira vez que a modalidade estará presente no programa de provas.

Além da principal competição das Américas, na próxima temporada ele disputará eventos classificatórios para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, o primeiro deles será em fevereiro nos Emirados Árabes Unidos.

Com o término das disputas do Brasileiro de Tiro Esportivo, aconteceu a cerimônia de premiação em dinheiro dos clubes. O título de clube campeão (por número de medalhas de ouro) ficou com ASASEPODE-RS com quatro ouros. APEDEF-PR e ADDG-SP empataram com três ouros cada. No desempate, o clube paranaense levou a melhor por ter um bronze.

O clube fomentador (por número total de medalhas) foi o SMCC-PR com nove medalhas, seguido por ASASEPODE-RS com cinco e ARPP-MS com cinco (o critério de desempate foi a quantidade de ouros).

No próximo ano, além dos Jogos Parapan-Americanos, haverá a disputa do Campeonato Mundial de Tiro Esportivo. A competição está prevista para outubro de 2019, em Sydney, na Austrália.

Confira abaixo os resultados deste domingo, 2, e os premiados em dinheiro:

P4 – Pistola mista 50m SH1
1º lugar – Geraldo Rosenthal (ASASEPODE-RS)
2º lugar – Sergio Vida (SMCC-PR)
3º lugar – Joaquim Santos (SMCC-PR)

R4 – Carabina de ar em pé mista 10m SH2
1º lugar – Alexandre Galgani (ADDG-SP)
2º lugar – Bruno Stov (CNRAC-ES)
3º lugar – Ana Serpa (CAIRA-MS)

R6 – Carabina posição deitado misto 50m SH1
1º lugar – Carlos Garletti (APEDEF-PR)
2º lugar – Luiz Azevedo (ARPP-MS)
3º lugar – João Morais (ARPP-MS)

Melhor clube (nº de medalhas de ouro)
1º lugar - ASASEPODE-RS - R$ 4 mil
2º lugar - APEDEF-PR - R$ 3 mil
3º lugar - ADDG-SP - R$ 2 mil

Clube fomentador
1º lugar - SMCC-PR - R$ 4 mil
2º lugar - ASASEPODE-RS - R$ 3 mil
3º lugar - ARPP-MS - R$ 2 mil

Atletas premiados em dinheiro
P2 - Débora Campos (SAC-SP) - R$ 1 mil
P3 - Geraldo Rosenthal (ASASEPODE-RS) - R$ 1 mil
P4 - Geraldo Rosenthal (ASASEPODE-RS) - R$ 1 mil
P5 - Geraldo Rosenthal (ASASEPODE-RS) - R$ 1 mil
R3 - Carlos Garletti (APEDEF-PR) - R$ 1 mil
R4 - Alexandre Galgani (ADDG-SP) - R$ 1 mil
R5 - Alexandre Galgani (ADDG-SP) - R$ 2 mil (campeão da prova e novo recorde brasileiro)
R9 - Alexandre Galgani (ADDG-SP) - R$ 1 mil

Patrocínios
O Campeonato Brasileiro de Tiro Esportivo tem patrocínio das Loterias Caixa.

www.cpb.org.br
Comitê Paralímpico Brasileiro

Mais...

Buscas

Todas as notícias