Judô

Credenciamento Técnico reúne 331 filiados do Time Judô Rio

165.V

Divulgação

Megaevento aconteceu neste sábado, 09, no hotel Residence Inn, na Barra, e contou com apresentações sobre áreas da FJERJ, Zempo, Perda de Peso Rápida e Sport For Tomorrow

O Time Judô Rio realizou neste sábado, 09/02, o primeiro grande evento de 2019. O Credenciamento Técnico no hotel Residence Inn, na Barra da Tijuca, reuniu 331 professores de todos os 10 Núcleos Regionais para uma grande reunião em que foram passadas informações relevantes, tanto do funcionamento interno da FJERJ quanto de ações paralelas que podem ajudar no desenvolvimento do esporte no Estado.

Além das ações diferenciadas realizadas pela gestão durante o ano de 2018, das mudanças do regulamento técnico, das atualizações da regra de arbitragem e do trabalho de comunicação e marketing e da comissão de graus, também foram discutidos melhorias para o ensino do judô no Estado de acordo com os resultados de pesquisa realizada na avaliação do processo de Outorga de Faixas, sobre o sistema Zempo, sobre os problemas na Perda de Peso Rápida e sobre o projeto Sport For Tomorrow do governo japonês.

“Conseguimos conciliar o momento de credenciamento que todos os técnicos tem que participar com o ambiente de informações relevantes acerca do Judô. Nossos técnicos saíram mais informados e isso é fundamental para o crescimento contínuo do nosso esporte”, disse o presidente Jucinei Costa, o primeiro do dia a se apresentar, focando suas palavras nos projetos de sucesso de 2018 como a política de isenções da FJERJ e o resgate da Copa Rio, bem como apresentou as novidades previstas para 2019 como a criação do Torneio Inter-Núcleos e de uma etapa do Festival de Iniciantes fora da capital.

Durante o tempo de apresentação do presidente, a técnica da seleção masculina de judô, sensei Yuko Fujii, que falou sobre a importância dos professores investirem nos treinos de judô, nos fundamentos, e convidou a todos a trazerem seus principais atletas para participarem, além dos treinos normais para os integrantes das seleções sênior, júnior e cadete, das atividades que Eric Takabatake (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Yudi Santos (81kg) e Rafael Silva (+100kg) vão fazer no Rio nas próximas semanas. Os treinos serão dias 12 e 13 de fevereiro, das 18 às 20 horas, para todos os pesos, e 13 e 14, das 09h30 às 11 para os mais leves, e de 11h às 12h30 para os mais pesados, todos no Centro de Treinamento Time Brasil, no Parque Aquático Maria Lenk. Os interessados deviam enviar a lista de nomes para a Federação.

Na sequência, Leonardo Lara, vice-presidente da FJERJ, falou sobre o relatório técnico de 2018, as atualizações do Regulamento da FJERJ, sobre as Seletivas para composição das seleções cariocas nos Campeonatos Brasileiros de cada modalidade, bem como a composição da missão da FJERJ no Campeonato Brasileiro Regional, que será composta por 11 técnicos mais o chefe de delegação, e terá duas vagas por categoria no Sub 13 e no Sub 15 e três nas demais classes.

O professor Gilmar Dias, responsável pela arbitragem na FJERJ, explanou sobre as regras, que não sofreram atualizações relevantes para 2019, mas mereciam um detalhamento maior sobre algumas mudanças que foram realizadas em 2018 e que ainda não foram bem absorvidas poro atletas e professores, como Kaeshi Waza, definição de Tachi Waza x Ne Waza e Ossae-Komi. Os pontos foram discutidos no Seminário Internacional realizado em Mittersill, na Áustria.

Na sequência, Valter França, da assessoria de imprensa, e Raphaella Vieira, gestora de marketing, expuseram os avanços na área de comunicação, como o número de acessos ao portal oficial, no número de seguidores na página Facebook e, principalmente, a grande novidade para 2019: o Programa de Sócio Torcedor que vão oferecer descontos em instituições parceiras como a loja de artigos esportivos Centauro e diversas universidades como Estácio e UniAbeu, que vão oferecer descontos de até 45% nas mensalidades para os filiados à FJERJ. Além disso, estão planejadas transmissões nos eventos da FJERJ e o lançamento do aplicativo FJERJ e do novo site.

Depois do Coffee Break, o professor Marcão explanou sobre o Festival de Iniciantes, um evento com foco na formação e educação. Foram detalhadas as principais alterações, entre elas que não serão aceitas inscrições no dia para o segmento competitivo, que haverá chaves separadas por grupos de graduação, aumento na tolerância da pesagem, as diversas formatações no sistema de súmulas e apurações além das adaptações aplicadas nas regras visando o aprendizado da prática da competição pelos jovens iniciantes.

O professor Marco Aurélio da Gama e Silva, presidente da Comissão Estadual de Graus e Katas, começou a apresentação falando sobre o Campeonato Estadual de Katas, que terá disputas entre Yudanshas e Danga Faixas Roxas e Marrons e detalhou os processos para o Exame e Outorga de Faixas e Graus. Foram oferecidas informações sobre a frequência mínima exigida, dispensas, atestados médicos, Formação de Oficiais Técnicos, Programa com as provas práticas e escritas, estrutura dos módulos e os conteúdos que serão cobrados para que os treinadores presentes expliquem aos candidatos. Nesse sentido, o professor Paulo Márcio fez uma explanação sobre os resultados de pesquisa realizada durante o Exame de Faixa de 2018.

O sistema Zempo foi o tema da apresentação de Marson Albani, convidado da Confederação Brasileira de Judô, que explicou as alterações que serão feitas em 2019 como a eliminação de cadastros duplicados, bem como apresentou o cadastro como a principal dificuldade para expansão da ferramenta. Os professores tiveram 10 minutos para tirar suas dúvidas.

A Professora Doutora Bianca Miarka fez uma apresentação sobre os problemas que a Perda de Peso Rápida pode causar aos atletas, especialmente aos mais jovens. Diante de recentes casos de uso de furosemida, substância usada para eliminação de líquidos, a apresentação abordou uma série de complicações para o corpo, com uso de vídeos explicativos e fotografias que chamaram a atenção do público presente. Ao contrário, a prática segura da modalidade é, comprovadamente, um fator de combate ao processo de envelhecimento e doenças associadas à terceira idade, como Alzheimer.

Por fim, mas não menos importante, o professor Rodrigo Rocha, técnico do Instituto Reação e representante do Judô Rio no Japão, apresentou os resultados de suas observações no curso de aprimoramento técnico-didático na conceituada Universidade de Tsukuba. A ação fez parte do programa Sport For Tomorrow que irá trazer, sem custos, o Sensei Okada, um dos mais renomados japoneses no ensino de judô para crianças, para o Rio de Janeiro.

O Credenciamento, apesar de ter tido uma longa duração, foi bastante elogiado pelos participantes, desde o mais velhos, até os que vieram de mais longe.

“Sem dúvida, eu, como sou muito antigo – no judô todos conhecem o Ramos -, posso dizer que foi uma das melhores reuniões que tivemos na Federação. Como credenciamento, eu tenho convicção: foi a melhor que eu participei até hoje. O conteúdo, o número de participantes… É algo que nossa Federação está fazendo hoje de diferencial. Estou realizado”, disse o professor Ramos, que tem 76 anos de judô.

“O primeiro é poder se atualizar. Como a distância é muito grande, às vezes, as notícias chegam distorcidas. A partir do momento que podemos estar aqui reunidos com todos, podemos nos atualizar e levar todo o conhecimento do centro para o interior. A melhor apresentação foi a da Dra. Bianca, foi excepcional. O trabalho de transmitir os problemas que acontecem com a perda de peso muito rápida foi excelente”, disse o professor Francisco de Alvarenga Leandro, do Judô Clube Campos dos Goytacazes.

www.judorio.org
Valter França

Mais...

Buscas

Todas as notícias