Judô

Judocas iniciam série de treinos individualizados com técnicos da seleção brasileira

143.V

.
Yuko Fujii e Luiz Shinohara comandaram a atividade nesta semana com Eric Takabatake (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Yudy (81kg) e Rafael Silva (+100kg), no Rio

Yuko Fujii e Luiz Shinohara comandaram a atividade nesta semana com Eric Takabatake (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Yudy (81kg) e Rafael Silva (+100kg), no Rio

A CBJ iniciou nesta semana o projeto de treinos técnicos individualizados para atletas da seleção principal em mais uma etapa do planejamento traçado para a equipe na temporada 2019. Reunidos no Centro de Treinamento Maria Lenk, do Time Brasil, no Rio de Janeiro, nos dias 12, 13 e 14 de fevereiro, os judocas Eric Takabatake (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Yudy (81kg) e Rafael Silva (+100kg) tiveram sessões de treinos específicos com os técnicos da seleção brasileira de judô, Yuko Fujii e Luiz Shinohara.

A iniciativa busca aproximar ainda mais os atletas aos treinadores da seleção, já que o judô não trabalha numa estrutura de seleção permante. Quando não estão em competição pela seleção, os atletas treinam diariamente em seus clubes. O projeto da CBJ, em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil, busca integrar o trabalho que os atletas realizam tanto na seleção, quanto nos clubes e diversificar as opções de treino.

"Criamos esse projeto de deslocar os atletas da seleção buscando oferecer situações diferentes de treino. Judô é uma modalidade diferente das outras. A gente precisa de bastante parceiro de treino para ter bastante situações diferentes, para errar mais, para melhorar mais em todos os sentidos. Então, é bom trabalhar com outros parceiros para oxigenar um pouco e também para termos mais contato com eles. Para mim é importante ajustar a parte técnica e aplicá-la no randori", defende a treinadora Yuko Fujii.

O projeto é itinerante e o Rio foi a primeira parada. Em março, Takabatake, Cargnin, Yudy, David Moura e Yuko passarão três dias no Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte. Em abril, outros três dias de treinos em São Paulo, novamente para Takabatake, Cargnin, Yudy, Moura e Baby com Yuko e Shinohara.

Nos meses de maio e junho, os técnicos trabalharão com os judocas dos pesos 73kg, 90kg e 100kg, em São Paulo e em Porto Alegre. Esse grupo será formado por Marcelo Contini, Eduardo Katsuhiro, David Lima, Rafael Macedo, Eduardo Bettoni, Leonardo Gonçalves e Rafael Buzacarini.

"Aproveitei muito esses três dias de treinos, com muito foco, melhorando cada detalhe, pensando nos adversários que vou encontrar agora em Dusseldorf. Então, foi um treino muito específico, com foco no que preciso trabalhar para competir melhor", avaliou o medalhista olímpico e mundial, Rafael Silva, já projetando sua estreia no Circuito Mundial no Grand Slam de Dusseldorf, no dia 24 de fevereiro.

O projeto será aplicado também com as atletas da seleção feminina quando retornarem da Europa após o Grand Slam de Dusseldorf. Neste final de semana, elas disputarão o Aberto de Oberwart, na Áustria. Os homens só estrearão em Dusseldorf.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias