Judô

CBJ recebe visita de medalhista olímpico japonês representante do programa Sport For Tomorrow

150.V

.
Hirotaka Okada ministrou seminários para professores brasileiros em São Paulo e no Rio. Na segunda, 18, ele foi recebido por presidente e gestores da CBJ

Hirotaka Okada ministrou seminários para professores brasileiros em São Paulo e no Rio. Na segunda, 18, ele foi recebido por presidente e gestores da CBJ

Na última segunda-feira, 18, o medalhista olímpico e bicampeão mundial japonês, Hirotaka Okada, aproveitou uma passagem pelo Rio de Janeiro para conhecer a casa do Judô brasileiro. O visitante ilustre foi recebido na sede da Confederação Brasileira de Judô pelo presidente Silvio Acácio Borges ao lado do gestor de Alto Rendimento da CBJ, Ney Wilson Pereira, do gestor técnico e de Eventos Nacionais, Matheus Theotônio, e da técnica da seleção masculina do Brasil, Yuko Fujii.

Também participaram da reunião o japonês Ryosuke Kimura, gerente de projeto do Japan Sport Council, que acompanha Okada durante esta vinda ao Brasil; o presidente do Instituto Kodokan do Brasil (IKB), Takanori Sekine, e seu vice-presidente, Roberto Mitio Harada; além de Jucinei Costa e Leonardo Lara, presidente e vice-presidente, respectivamente, da Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro.

Instrutor da Universidade de Tsukuba, um dos principais polos do judô no Japão, Okada veio ao Brasil com a missão de ministrar seminários técnicos a professores brasileiros com conteúdo voltado à capacitação para o ensino do judô no âmbito escolar. O Centro Olímpico de São Paulo (SP), o Sesi Bauru (SP) e a Arena Carioca 3 (RJ) reuniram mais de 500 professores brasileiros para o intercâmbio com o sensei Okada.

A atividade faz parte do programa Sport For Tomorrow, projeto de contribuição internacional de esporte liderado pelo governo japonês, com conexões em 100 países e com cerca de 10 milhões de pessoas envolvidas. O objetivo é promover os valores do esporte e o movimento olímpico e paralímpico para pessoas de todas as gerações pelo mundo.

"Foi uma honra para a CBJ receber o senhor Hirotaka Okada em nossa sede. Por sua relevância, com o foco na capacitação dos professores no âmbito educacional, o projeto de intercâmbio entre Brasil e Japão tomou uma proporção muito grande dentro das ações coordenadas pela gestão de Eventos da CBJ. Nós entendemos a importância dessa iniciativa e continuaremos trabalhando em cooperação com as entidades envolvidas no projeto", comentou Silvio Acácio Borges.

Judô nas escolas

No Brasil, a Confederação Brasileira de Judô é uma das parceiras do governo japonês neste projeto e tem trabalhado junto à Embaixada do Japão e ao governo federal do Brasil para promover cada vez mais o intercâmbio Brasil-Japão no judô.

Recentemente, a CBJ e a Embaixada do Japão levaram à Secretaria Especial do Esporte do Brasil a proposta de cooperação entre os países para a introdução do judô em escolas públicas do país.

Desde 2016, o Brasil e o Japão mantêm uma parceria para a troca de experiências esportivas e de organização dos Jogos Olímpicos. Uma das iniciativas, assinada durante o Fórum Mundial de Cultura e Esporte, teve como objetivo o envio de professores brasileiros de judô para um treinamento no Japão, a fim de conhecerem a forma de ensino da modalidade em escolas públicas e replicarem o modelo no Brasil. Ao todo, 15 profissionais brasileiros já passaram pelo curso em parceria com a Universidade Tsukuba.

www.cbj.com.br
Confederação Brasileira de Judô

Mais...

Buscas

Todas as notícias