Jogos Sul-Americanos

Ana Patrícia será a porta-bandeira do Time Brasil nos Jogos Sul-Americanos de Praia Rosário 2019

71.V

Miriam Jeske/COB
Anúncio foi feito pelo presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira. Atleta de vôlei de praia foi ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude Nanquim 2014

Anúncio foi feito pelo presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira. Atleta de vôlei de praia foi ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude Nanquim 2014

O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou nesta terça-feira, dia 12, a porta-bandeira da delegação nacional na Cerimônia de Abertura dos Jogos Sul-Americanos de Praia Rosário 2019. E coube ao presidente Paulo Wanderley Teixeira, comunicar a Ana Patrícia, atleta do vôlei de praia ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude Nanquim 2014, que ela era a escolhida para liderar o país no desfile que será realizado no Pátio Cívico Monumento Nacional. O Time Brasil será representado por 62 atletas na competição, sendo 37 homens e 25 mulheres, em nove modalidades: beach soccer, esqui aquático, handebol de praia, maratona aquática, surfe (stand-up paddle), tênis de praia, triatlo, vela e vôlei de praia.

“A Ana Patrícia é uma atleta jovem, mas já com um histórico de sucesso. Ela foi ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, possui dois títulos em Mundiais Sub 21 e estreou com o pé direito em 2019, sendo campeã da primeira etapa do Circuito Mundial. Foi escolhida para ser porta-bandeira por mérito, um dos pilares da nossa administração, ao lado da transparência e a austeridade. Não tenho dúvidas de que a delegação brasileira estará muito bem liderada na Cerimônia de Abertura de Rosário 2019”, disse Paulo Wanderley.

A mineira Ana Patrícia Silva Ramos, ou apenas Paty, tem 21 anos e começou a carreira no handebol. Depois de ser observada nos Jogos Escolares em 2013 pelo professor Augusto Figueiredo, resolveu trocar a quadra dura pela areia. Mudou-se da cidade natal, Espinosa, para Betim, onde começou a treinar com o técnico Giuliano Sucupira.

A altura – 1,94m – era vantagem no início, mas a mineira teve que aprender os fundamentos praticamente do zero. A evolução foi grande e em pouco tempo foi convocada para treinar no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema, disputando o Mundial Sub-19 com Paula Hoffmann, e posteriormente os Jogos Olímpicos da Juventude, conquistando o ouro com Duda.

Em 2016, conquistou o Mundial Sub-21, ao lado da sergipana Duda, com quem faturou o bicampeonato em 2017. Em 2017, foi eleita a atleta do Circuito Brasileiro de vôlei de praia que mais evoluiu. Na busca pela vaga nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020, Ana Patrícia começou 2019 com o título da etapa de Haia (Holanda), quatro estrelas, a primeira parada do Circuito Mundial de vôlei de praia no ano. Agora, vai ser a porta-bandeira do Time Brasil em Rosário.

“É uma alegria muito grande ser escolhida para levar a bandeira do meu país na Cerimônia de Abertura entre tantos atletas de alto nível que temos aqui nos Jogos. É uma satisfação enorme e dá ainda mais motivação para fazermos uma boa participação no Sul-Americano. ”, disse Ana Patrícia, que desde o final de 2016 joga ao lado da cearense Rebecca Cavalcante, e é treinada pelo lendário Reis Castro, técnico campeão olímpico e octacampeão mundial.

Paulo Wanderley Teixeira chegou a Rosário nesta terça e foi diretamente para o local onde serão realizados os jogos do vôlei de praia para anunciar a escolha de Ana Patrícia como porta-bandeira e acompanhar o treino das duplas brasileiras. Também visitou os atletas do triatlo que se preparam para a estreia na competição na próxima quinta-feira. Nesta quarta, dia 13/03, o presidente do COB participa da Assembleia Geral da Odesur e, no dia seguinte, estará presente à Cerimônia de Abertura.

“Pelo que pude ver, a organização está indo muito bem. Acredito que esses Jogos Sul-Americanos serão importantes principalmente para amadurecimento e ganho de confiança de alguns dos nossos jovens atletas que estarão aqui”, concluiu Paulo Wanderley.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias