Marcha Atlética

Caio Bonfim conquista bronze na China e lidera o Circuito Mundial de Marcha Atlética

102.V

©Wagner Carmo/CBAt
Com o resultado em Taicang, brasileiro soma 21 pontos em quatro etapas da competição, que reúne os melhores atletas do mundo; Erica é a segunda colocada no feminino

Com o resultado em Taicang, brasileiro soma 21 pontos em quatro etapas da competição, que reúne os melhores atletas do mundo; Erica é a segunda colocada no feminino

Caio Bonfim (CASO-DF) conquistou, neste final de semana, a medalha de bronze da prova dos 20 km do IAAF Race Walking Challenge, disputado em Taicang, na China. A competição foi válida pela sétima etapa do Circuito Mundial de Marcha Atlética da IAAF. O brasileiro completou o percurso em 1:20:37, o melhor resultado pessoal do ano, ratificando os índices exigidos para os Jogos Pan-Americanos de Lima e para o Campeonato Mundial de Doha. A melhor marca anterior de 2019 era de 1:21:44, obtida com o quarto lugar no GP de Rio Maior, em Portugal, em abril.

“Fiquei satisfeito com o desempenho do Caio porque ele está treinando muito bem e tinha tudo para melhorar o seu resultado. Conseguiu os objetivos de marchar bem e ganhar uma medalhinha”, comentou João Sena, técnico e pai do atleta, bronze nos 20 km do Mundial de Londres 2017.

Os dois primeiros lugares de Taicang ficaram com os chineses Kaijua Wang, com 1:19:48, e Zelin Cai, com 1:20:13. O japonês Eiki Takahashi, que já tem 1:18:00 este ano, terminou na sexta posição, com 1:21:14.

Com o resultado, o brasiliense Caio Bonfim (CASO-DF) assumiu a liderança do Circuito Mundial de Marcha Atlética. O brasileiro soma 21 pontos em quatro etapas, um a mais do que o espanhol Diego García Carreira, segundo colocado, com 20, e três a mais do que o sueco Perseus Karlström, terceiro com 18.

Caio Bonfim, medalha de bronze no Mundial de Londres 2017 e quarto colocado nos Jogos do Rio 2016, nos 20 km, soma 6 pontos pela vitória no Campeonato Australiano de 50 km, em Melbourne, em 2 de dezembro de 2018; 7 pontos pelo quarto lugar nos 20 km no GP de Rio Maior, de Portugal, no dia 6 de abril; e 8 pontos pela terceira colocação na China. No GP de Lázaro Cárdenas, no México, o brasileiro terminou em 11º lugar e não pontuou.

No feminino, Erica Rocha de Sena (Orcampi Unimed-SP) ocupa a segunda colocação, mesmo sem ter competido em Taicang. Ela soma 17 pontos, obtidos com a sexta posição em Rio Maior e o título em Lázaro Cárdenas. A chinesa Shijie Qieyang é a líder, com 24 pontos, enquanto a colombiana Sandra Arenas ocupa o terceiro lugar, com 14.

Caio e Erica estão qualificados para os Jogos Pan-Americanos de Lima e para o Mundial de Doha. Os dois já têm também as marcas mínimas exigidas pela IAAF para a Olimpíada de Tóquio 2020.

www.cob.org.br
Comitê Olímpico do Brasil

Mais...

Buscas

Todas as notícias